Brasileiras da natação fazem história no Mundial nos 1500m; veja resultados dos nossos atletas em Budapeste

Viviane Jungblut e Beatriz Dizotti são as primeiras brasileiras a disputar um final na Natação juntas (Foto: Divulgação/CBDA)

O Brasil teve um dia especial no Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste. Neste domingo (19), Nicholas Santos garantiu a segunda medalha do país, além de classificações históricas para nossas atletas na Natação e Nado Artístico.

O Surto traz um resumo da participação brasileira no terceiro dia de disputas:

Natação

Interminável, Nicholas

Nicholas Santos garantiu a segunda medalha brasileira nas piscinas ao levar a prata nos 50m borboleta. Esta foi a quarta medalha consecutiva em mundiais do atleta brasileiro, que aos 42 anos, renovou o recorde de mais longevo a subir ao pódio no campeonato.

Interminável! Nicholas Santos é prata no Mundial de Esportes Aquáticos

Seu feito foi reverenciado pelos seus adversários e medalhistas na prova, os estadunidenses Caeleb Dressell (ouro) e Michael Andrew (bronze).

Brasileiras fazem história nos 1500m

Beatriz Dizotti e Viviane Jungblut fizeram história na Duna Arena colocando, pela primeira vez em Mundiais, duas brasileiras em uma única final. Na prova dos 1500m livre, elas fecharam respectivamente com o 6º e 7º tempos e voltam para a disputa de medalhas, nesta segunda (20).

Scheffer fora da final

Em prova fortíssima, o medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Fernando Scheffer, ficou a cinco centésimos da final dos 200m com o tempo de 1:46.11, 9º na classificação geral. Passou em 2º nos 150m, mas foi ultrapassado nos últimos metros, fechando sua série em 6º. A disputa de medalhas acontece nesta segunda (20).

Brasileiros a centésimos das semifinais

Guilherme Basseto ficou a quatro centésimos das semifinais nos 100m costas, fechando com o 17º tempo (54.26). Assim como Jhennifer Conceição, nos 100m peito, que ficou em 17º com 1:07.40, apenas a cinco centésimos da segunda fase.

Breno Correia também não avançou nos 200m livre, fechando sua prova com 1:47.79, na 22ª colocação.

Nado Artístico

A equipe brasileira feminina de Nado Artístico conquistou mais uma vaga na final, neste domingo (19), no Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste 2022. A seleção formada por Vitória Casale, Jullia Catharino, Rafaela Garcia, Luiza Lopes, Laura Micucci, Celina Rangel, Gabriela Regly e Anna Giulia Veloso, ficou em 12º lugar na rotina técnica com nota 78.4964.

O Brasil não chegava à final da rotina técnica desde o mundial de Kazan 2015.

Próximos passos

Nesta segunda (20), teremos mais brasileiros nas piscinas de Budapeste, muitos deles disputando finais. Além da estreia da nossa seleção feminina no Polo Aquático. Confira a programação:

Natação

Valendo Medalha

1500m livre (F) - Beatriz Dizotti e Viviane Jungblut

Preliminares e semifinais

50m peito (M) - João Gomes Junior e Felipe França

200m livre (F) - Stephanie Balduccini

200m borboleta (M) - Matheus Gonche e Leonardo de Deus

800m livre (M) - Guilherme Costa


Nado Artístico

Valendo Medalha

Dueto Misto (Rotina Técnica) - Fabiano Ferreira e Gabriela Regly

Equipes Femininas (Combinação Livre) - Time Brasil


Polo Aquático

1ª fase - Torneio Feminino

Nova Zelândia x Brasil

Postar um comentário

To Top