Após grande campanha em Tóquio 2020, equipe chinesa de saltos ornamentais terá mudança de metade da equipe


Após um ciclo vitorioso finalizado nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2022, a equipe chinesa de saltos ornamentais está promovendo uma grande mudança.

Em terras japonesas, a equipe chinesa conquistou 7 de 8 ouros possíveis e terminou com dobradinha nos quatro eventos possíveis.

Agora a equipe será reformulada e mais da metade dos 10 atletas que foram a Tóquio não seguirão na seleção, incluindo Shi Tingmao e Xie Siye, que foram ouro no individual e sincronizado masculino e feminino, que deixarão de competir profissionalmente.

A perda mais expressiva é de Shi, que liderou a equipe chinesa em Tóquio, que sucedeu lendas dos esportes, como Chen Ruolin e Wu Minxia, que se aposentaram após Rio 2016, abrindo espaço para Xi liderar a equipe para um resultado expressivo.

O primeiro desafio dessa renovada equipe chinesa será no Mundial de Esportes Aquáticos, programado para acontecer em Budapeste, Hungria, de 18 de junho a 3 de julho.

Foto: CFP

Postar um comentário

To Top