Cubano campeão olímpico na canoagem em Tóquio deserta equipe do país no México



O canoísta cubano Fernando Dayan Jorge deserdou a equipe do seu país durante um campo de treinamento que está sendo realizado no México.

A informação sobre a deserção, que aconteceu no último final de semana, foi dada e confirmada pelas autoridades esportivas de Cuba.

Dayan Jorge, de 23 anos, conquistou a primeira medalha de ouro do país na canoagem velocidade ao vencer a prova do C2-1000 ao lado de Serguey Torres, com direito a quebra de recorde olímpico.

Na mesma prova, o brasileiro Isaquias Queiroz, ao lado de Jacky Godmann, ficou na quarta colocação. China foi prata e Alemanha ficou com o bronze.

O atleta era considerado um dos grandes nomes do país para os Jogos Olímpicos de 2024 e 2028. 

Deserção é algo rotineiro no esporte cubano. O triplista Jordan Diaz, que disputou os Jogos de 2020, recebeu nacionalidade espanhola no último dia 2 de fevereiro.

Não se sabe ainda do paradeiro do atleta.

Foto: Divulgação

Postar um comentário

To Top