Campeão mundial, biatleta ucraniano entra no exercito na guerra contra a Rússia


Dos Jogos Olímpicos para as trincheiras da guerra. O biatleta ucraniano Dmytro Pidrutschnji entrou no serviço militar e faz parte agora do exercito da Ucrânia na luta contra a Rússia.

Pidrutschnji foi campeão mundial da perseguição em 2019 e disputou os Jogos Olímpicos encerrados no último dia 20, em Pequim. Os melhores resultados na China foram dois 13º lugares, um no revezamento misto e outro no sprint.

O ucraniano, de 30 anos, também esteve presente em Sochi 2014 e PyeongChang 2018.

No instagram, o ucraniano algumas palavras sobre o momento: 'Estou grato a todos que me enviaram mesnsagens e preocupações com a minha familia, além daqueles que apoiam e ajudam a Ucrânia."

"No momento estou na minha cidade natal, Ternopil, servindo a guarda nacional da Ucrânia."
Vários biatletas postaram mensagens no instagram do ucraniano, como a norueguesa Tiril Eckhoff e o alemão Benedikt Doll.

Biatleta de 19 anos é morto na guerra


O biatleta Yevhen Malyshev, de apenas 19 anos, foi morto durante o combate com tropas russas na Ucrânia enquanto servia as forças armadas.

A federação do país confirmou a morte do jovem, natural de Kharkiv (UKR), cidade bastante atacada pelos russos em uma carta: "A Federação confirma a trágica morte de um membro da seleção nacional da Ucrânia, Yevhen Malyshev, nascido em 2002. Expressamos as nossas sentidas condolências à família e amigos. Memória eterna."

Foto: Hannah McKay/REUTERS

Postar um comentário

To Top