Roeisland e Maillet levam o ouro nas provas de perseguição do biatlo de Pequim 2022


O domingo (13) foi de emoção na disputa do biatlo nos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022. O vento e a neve trouxeram emoção para as provas de perseguição que foram vencidas por Marte Roeisland da Noruega no feminino e Quentin Fillon Maillet da França no masculino.

As provas de perseguição já começam alguns dias antes na disputa do sprint. Seu resultado define a ordem de largada das provas que foram disputadas nesta domingo. No feminino. Marte Roeisland havia vencido o sprint e ganhou mais um ouro na  perseguição.

A norueguesa fez uma prova quase perfeita. Ela começou com 30 segundos de vantagem, errou apenas um tiro e teve um ótimo desempenho com os esquis, terminando os 10km da prova em 34:46.9. 

A sueca Elvira Oeberg manteve a medalha de prata que conquistou no sprint. Num dia onde apenas uma atleta acertou todos os 20 tiros (a finlandesa Suvi Minniken que ficou em 43º lugar), os três erros não comprometeram o seu desempenho, conseguindo ficar entre as primeiras colocadas durante toda a prova.

Após o último estande de tiro, quem estava em terceiro lugar ao lado de Oeberg era a norueguesa Ingrid Tandrevolt. A atleta tentou seguir no ritmo forte da sueca, mas acabou ficando exausta nos metros finais, sendo ultrapassada por várias atletas e terminando em 14º lugar, recebendo atendimento médico na chegada. Quem acabou herdando o bronze foi sua compatriota Tirill Eckhoff que ultrapassou quatro atletas na volta final para ficar na terceira posição.

Pódio da perseguição feminina - Foto: Christian Manzoni/IBU
No masculino, o norueguês Johannes Boe largou na frente após o ouro no sprint, mas não conseguiu repetir o desempenho de Roeisland. Boe teve problemas com o vento e errou sete tiros, perdendo qualquer chance de medalha. Com Boe fora do páreo, a vitória ficou com o francês Quentin Fillon Maillet que conseguiu acertar todos os tiros e concluiu os 12,5km da prova em 39:07.5.

Quentin Fillon Maillet esquia durante a prova - Foto: Kim Hong-ji/Reuters
A briga pelas outras medalhas ficaram com os atletas que largaram mais na frente e cometeram menos erros nos tiros. Tarjei Boe da Noruega levou a prata, 28 segundos atrás de Maillet, e Eduard Latypov do Comitê Olímpico Russo completou o pódio, na terceira colocação.

Foto de capa: Christian Manzoni/IBU

Postar um comentário

To Top