Michel Macedo testa negativo para Covid-19 e está liberado para competir no esqui alpino em Pequim



Por pouco, o esquiador brasileiro Michel Macedo não teve a chance de competir nos Jogos de inverno em Pequim, mas no fim tudo deu certo. Após testar positivo para a covid-19 ao chegar na China e perder uma das provas que disputaria na olimpíada - o Slalom gigante, o brasileiro testou negativo para covid-19 e agora está liberado para competir no slalom na manhã de quarta-feira (16) na China (terça à noite no Brasil).


Ele teria que apresentar dois testes negativos realizados separados por um período de 24h para ser autorizado a disputar a prova, mas Michel apresentou apenas um teste. Mas o caso foi avaliado pelo Comitê Organizador, que decidiu liberá-lo após levar em consideração tanto as condições do atleta quanto da prova. Mesmo assim ele terá uma série de restrições. Além de seguir isolado em um quarto, só poderá pegar transporte e fazer refeições sozinho.


Com medo de Michel novamente não ser liberado a tempo, o Comitê Olímpico do Brasil convocou o jovem Valentino Caputi como reserva. Com a liberação do titular, porém, o atleta de 17 anos não irá competir.


Michel Macedo foi o segundo brasileiro a testar positivo para Covid-19 em Pequim. O primeiro foi o Erick Viana, do bobsled. Mas já recuperado, ele está liberado para competir no 4-man em Pequim.


foto: Divulgação/COB

Postar um comentário

To Top