Réu pelo caso de assassinato da fundista Agnes Tirop passará por avaliação mental antes de ser oficialmente acusado - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Réu pelo caso de assassinato da fundista Agnes Tirop passará por avaliação mental antes de ser oficialmente acusado

Compartilhe

O marido da fundista Agnes Tirop, Ibrahim Rotich, deve passa passar por uma avaliação mental antes de ser oficialmente ser julgado pelo assassinato da atleta, conforme ordenou a Suprema Corte do Quênia.

Rotich compareceu ao tribunal em Eldoret algemado com uma chapéu e uma máscara que cobria a maior parte de seu rosto.

Nem Rotich, nem seus representantes fizeram comentário públicos sobre caso.

A ordem para que o réu se submetesse a avaliação mental, partiu da secretário adjunto do Tribunal Superior, após isso, Ibrahim Rotich será oficialmente acusado pelo assassinato de Tirop no dia 16 de novembro.

Foi revelado no Tribunal que após a autópsia foi descoberto que ela morreu após ser esfaqueada no pescoço e ser atingida por um objeto na cabeça.

Imagens do incidente em circuito fechado de televisão também foram divulgados durante a audiência.

De acordo com o vice-chefe de informação do subcondado de Keiyo North, alegou que a filmagem provou que Rotich estava no local quando Tirop foi assassinada: “A Filmagem é autoexplicativa e positiva após análise forense”.

“Tem todas as evidências da cena e do ato real”.

De acordo com Munga, Rotich também deixou um bilhete confessando o crime.

“O bilhete de confissão também está sendo submetido a análise forense”.

Dois outros suspeitos presos ao lado do réu foram liberados e agora devem comparece para serem julgadas também por participação no crime.

Tirop foi morta apenas um mês após quebrar o recorde feminino de 10 quilômetros em um evento em Herzogenarauch, na Alemanha.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário