Com chances de título brasileiro, skate street terá seu segundo mundial em 2021 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Com chances de título brasileiro, skate street terá seu segundo mundial em 2021

Compartilhe

A SLS (Liga Mundial de skate street) fará neste sábado e domingo (13 e 14) o Super Crown, torneio que fecha a temporada 2021 da liga e define o campeão mundial deste ano. Este é o segundo Mundial do ano. Isso ocorre devido o cancelamento da temporada 2020 da liga em razão da pandemia de Covid-19 e a World Skate (federação responsável pelo skate mundial) decidiu fazer um campeonato em Roma, um campeonato para definir as últimas vagas para os Jogos de Tóquio-2020.


Este mundial será realizado em Jacksonville, na Flórida e terá transmissão do Sportv 2 e da SLS no Youtube. A semifinal feminina é sábado às 12h e a masculina é às 15h. As finais serão no domingo às 13h (feminina) e 16h (masculina). Rayssa Leal e Felipe Gustavo não irão competir na eliminatória, pois se classificaram direto para a final por estarem no top-4 do ranking da liga. 


Rayssa foi a única brasileira a conquistar pódio em Roma, levando o bronze. As brasileiras Marina Gabriela e Pamela Rosa (4ª no Mundial na Itália) também vão buscar uma das quatro vagas na final, Gabriela Mazeto também está na lista de inscritas, mas problemas na imigração podem deixar ela de fora. Estrangeiros podem entrar nos EUA, 14 dias após a imunização completa e Gabi completou seu esquema vacinal há apenas sete.


Campeã em 2015, Letícia optou por ficar no Brasil e não participar desta etapa. Nas duas anteriores ela acabou ficando na semifinal. 


Pamela é atual campeã da SLS e foi campeã mundial em 2019, no torneio realizado em São Paulo. Aori Nishimura, campeã do Mundial de Roma, não irá participar devido a uma lesão. Com isso, Momiji Nishya e Funa Nakayama, ouro e bronze na Olimpíada, devem ser as principais rivais de Rayssa no campeonato.


A fadinha chega com 100% de aproveitamento, vencendo as duas etapas deste ano em Salt Lake e em Lake Havasu, sempre disputando nota a nota com as atletas japonesas. Pamela chegou as duas finais e Marina ficaram nas semi em ambas as oportunidades. A neerlandesa Roos Zwetsloot, já classificada para final, pode surpreender.


No masculino, Nyjah Huston vem com tudo para tentar o pentacampeonato. Seus adversários principais são Felipe, Gustavo Ribeiro, Alex Midler (os três já classificados para a final), Micky Papa e Kelvin Hoefler. Medalha de ouro em Tóquio-2020, Yuto Horigome não irá participar. 


Enquanto na categoria feminina teremos oito atletas disputando quatro vagas na decisão, serão 28 atletas disputando também quatro vagas na final masculina, entre eles os brasileiros Kelvin Hoefler, Luan Oliveira, Filipe Mota e Carlos Ribeiro. Kelvin e Filipe estiveram na final da primeira etapa, com o medalhista olímpico ficando na quarta colocação e o garoto de 14 anos ficando em sétimo. 


O formato do torneio será igual ao das outras etapas. Na semifinal, os atletas terão uma volta de 45 segundos e quatro tricks (manobras) para fazer, contam as três melhores notas. Na final, o esquema se repete e os quatro melhores após as quatro manobras, terão a oportunidade de fazer mais duas tricks para aumentarem suas pontuações, novamente valem as três maiores pontuações.


Foto: Reprodução/ Twitter SLS (@streetleague)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário