Bia Bulcão conquista 5º título do Campeonato Brasileiro de Esgrima no florete feminino


Ana Beatriz Bulcão segue dominante no florete feminino do Brasil. Nesta sexta-feira (8), a líder do ranking nacional conquistou o quinto título individual no Campeonato Brasileiro,  cuja 91ª edição acontece no Grêmio Náutico União, em Porto Alegre (RS). Mais do que conquistar o título, ela demonstra um total domínio nesta arma. Atleta do Pinheiros, de São Paulo, Bia Bulcão dividiu o pódio com três colegas do GNU. A medalha de prata ficou com Mariana Pistoia e os bronzes foram para Ana Toldo e Daphne Becker.


Bia já havia vencido o Brasileiro em 2014, 2016, 2018 e 2019. A última vez em que não saiu com a medalha de ouro de uma competição nacional foi na primeira etapa do Circuito Brasileiro de 2019, sua última derrota em torneios no Brasil. De lá para cá, ganhou as três etapas restantes e o Campeonato Brasileiro daquele ano, as duas etapas do Circuito em 2021 e, agora, novamente foi campeã.




Na fase de pules, ela demonstrou a força que conquistou graças aos treinos intensivos na Itália, onde faz estágios há três anos. Superou quatro atletas do Grêmio Náutico União, Daphne Becker (5 a 0), Marina Morais (5 a 0), Valentina Baldi (5 a 1) e Giovana Bonetti (5 a 2), além de Gabriela Magini (Sala São Jorge-SP), por 5 a 1.


A disputa nas eliminatórias seguiu a mesma toada. No quadro de 16, bateu Mariana Hauschild (CMSP), por 15 a 4. Encontrou maiores dificuldades diante de Giovana Bonetti, no quadro de 8, quando o duelo chegou a estar empatado em 7 a 7, mas conseguiu a vitória por 15 a 7.




Na semifinal, encarou Daphne Becker, outra atleta que já havia enfrentado na pule, triunfando por 15 a 3. A decisão, contra Mariana Pistoia, tradicional adversária em competições nacionais, foi vencida por 15 a 5.  


Acho que a maior diferença foi o fato de ser o primeiro depois de ter começado a pandemia. Consegui experimentar muita coisa. Gostei da forma como eu joguei e gostei por ter conseguido um resultado bom. Consegui um bom ritmo de jogo. Hoje, procurei arriscar mais, fazer as ações que estou treinando. O resultado foi consequência disso.


Bia Bulcão agora volta a sua atenção para os próximos passos internacionais na carreira: “Vou ter mais uma prova regional na Itália e esperar começar o Circuito Internacional. No ano que vem tem Campeonato Pan-Americano, Mundial, mas antes temos várias etapas de torneios internacionais. Acho que amadureci muito, mudei bastante, não só na esgrima, mas minha postura na pista”.


Fotos: Rosele Sanchotene / Confederação Brasileira de Esgrima - CBE

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Mateus Nagime

Mestre em cinema pela UFSCar com tese sobre cinema queer brasileiro e mestrando em Estudos Olímpicos pela Academia Olímpica Internacional (IOA) Universidade de Peloponeso (Grécia), com pesquisa em andamento sobre relações entre esportes e audiovisual.

Postar um comentário

To Top