AIBA admite não ter conseguido que Kosovo disputasse o Mundial de Boxe na Sérvia - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

AIBA admite não ter conseguido que Kosovo disputasse o Mundial de Boxe na Sérvia

Compartilhe

A Associação Internacional de Boxe (AIBA), admitiu que tentou encontrar uma solução para impasse entre político, porém os boxeadores de Kosovo foram impedidos de disputar o mundial da modalidade que está sendo disputado em Belgrado, na Sérvia.

A Federação de Boxe de Kosovo (KBF) não conseguiu entrar em território sérvio após três tentativas em pouco mais de 24 horas, apesar de todos os apelos da AIBA para o governo da Sérvia.

A entidade disse estar “entristecida” com a impossibilidade de Kosovo participar do campeonato, afirmando que esgotou suas tentativas com Comitê Organizador do torneio para resolver esse impasse político.

“A AIBA exige que todas as Federações anfitriãs permitam viagens sem regulamentação para outra Federações Nacionais concorrente”, diz comunicado emitido pela AIBA.

“Os princípio de não discriminação por motivo políticos estão, portanto, bem cobertos nos documentos de governo da AIBA, cujo cumprimento é uma disposição fundamental do acordo da cidade anfitriã”.

Mencionou também que permitir ao Kosovo participação na competição fazia parte do acordo com o Comitê Organizador da competição.

O Comitê Executivo da AIBA tomou a decisão de nomear Belgrado como sede do Mundial de Boxe, com a garantia que não haveria problemas com as regras impostas pela AIBA.

“A liderança da AIBA fez o possível para viabilizar a entrada dos atletas junto ao Comitê Organizador e o governo sérvio”, disse o secretário-geral István Kovács.

“Os esportes nunca devem estar envolvidos na política ou afetados pela política”.

“Sempre lutaremos pelos atletas e continuaremos promovendo e pressionando por ussa solução para esse problema”.

Os três boxeadores de Kosovo e o staff técnico foram impedidos de cruzar a fronteira em Konculj na manhã de sábado (23), antes de serem barrados na fronteira em Merdare na mesma noite e na manhã seguinte.

Kosovo é reconhecido como um estado independente por 97 dos 193 membros das Nações Unidas.

Entre os países que reconhecem Kosovo como um estado independente estão os Estados Unidos, França, Reino Unido, Japão e Austrália

A Sérvia não reconhece Kosovo como um estado soberano, mas como uma parte autônoma de seu próprio país.

Foto: AP Photo/Visar Kryeziu

Nenhum comentário:

Postar um comentário