Raducanu vence Sakkari, vai à final do US Open e se torna 1ª qualifer na decisão de um Grand Slam - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Raducanu vence Sakkari, vai à final do US Open e se torna 1ª qualifer na decisão de um Grand Slam

Compartilhe

A tenista britânica Emma Raducanu, de apenas 18 anos, entrou para a história nesta sexta-feira (10), ao garantir sua vaga na final do US Open 2021. A vitória diante a grega Maria Sakkari (18ª), por 2 sets a 0 (6-1 e 6-4), lhe transformou na primeira jogadora britânica na final de um Major, desde Virginia Wade, em Wimbledon 1977. De quebra, ela virou a primeira atleta vinda do torneio qualificatório, a chegar na decisão de um Grand Slam, na era aberta. 

Raducanu, atual número 150 do ranking da WTA, encara na final do US Open, Leylah Fernandez, canadense de 19 anos, na primeira final de tenistas com menos de 20 anos, desde a decisão do US Open de 1999, entre Serena Williams (17 anos) e Martina Hingis (18 anos).


Resumo do jogo

Apesar de enfrentar um longo game de serviço para abrir o primeiro set, Raducanu foi consistente e confirmou o saque. Na sequência, a jovem tenista britânica conquistou a quebra de serviço, pressionando Sakkari, que cometeu alguns erros não-forçados. Posteriormente, Raducanu ainda salvou quatro break points e abriu 3-0 no placar.

Com grandes devoluções, tanto de forehand, como de backhand, Raducanu novamente quebrou o serviço de Sakkari, alcançando quatro games de vantagem. No game seguinte, enfim a tenista grega saiu do zero e confirmou seu primeiro saque no jogo.

Sem dificuldades no sétimo game, Raducanu confirmou mais uma vez seu serviço, após Sakkari jogar uma devolução para fora da quadra, para fazer 6-1 e fechar o primeiro set na semifinal.

O jogo seguiu no mesmo panorama no segundo set. Raducanu seguiu acertando grandes devoluções e conquistou nova quebra de saque, desta vez no terceiro game. Enquanto isso, Sakkari sofria para encontrar uma saída para impor um nível melhor de tênis.

O ponto alto do segundo set ocorreu no sétimo game, com uma disputa de nove minutos de duração. Sakkari salvou quatro break points para evitar uma quebra de serviço que poderia definir a partida.

Sem ser ameaçada, Raducanu manteve sua vantagem e fechou o segundo set em 6-4, para entrar para a história do tênis e garantir sua vaga na final do US Open. A britânica registrou 16 winners e 17 erros não-forçados, contra 17 bolas vencedoras e 33 erros de Sakkari, o que fez muita diferença no resultado.

Além disso, o aproveitamento de pontos vencidos com o segundo saque também foi um diferencial de Raducanu, que registrou 69%, contra apenas 34% de Sakkari.

Foto: Darren Carroll/USTA

Nenhum comentário:

Postar um comentário