Laura Amaro levanta 233kg, bate recorde nacional e ganha o Brasileiro de levantamento de pesos - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Laura Amaro levanta 233kg, bate recorde nacional e ganha o Brasileiro de levantamento de pesos

Compartilhe


Quando chamada, Laura Amaro saía dos bastidores com olhar fixo para o peso que teria de levantar. Concentrada e muito séria, a atleta ia até o centro da plataforma buscando, segundo ela, ‘intimidar a barra’. E ela conseguiu. Os 233kg (105kg no arranco e 128kg no arremesso) que cumpriu, neste sábado (25), pareceram leves para a pesista do Rio de Janeiro, que, com isso, conquistou o torneio para 76kg no Campeonato Brasileiro de levantamento de pesos, que está acontecendo na capital fluminense.

De quebra, estabeleceu o novo recorde brasileiro da categoria. A marca anterior era dela mesma, conquistada no Campeonato Sul-Americano Juvenil, em dezembro de 2019, na Argentina. Na ocasião, ela levantou 207kg no geral, sendo 92kg no arranco e 115kg no arremesso.

A atleta da Marinha do Brasil fez uma excelente campanha desde a tentativa de abertura do arranco. Primeiramente, ela levantou com exatidão 100kg e 105kg nos dois primeiros intentos. Confiante, ela foi para 108kg, mas sem êxito. No arremesso, abriu a competição já com 123kg com perfeição e, depois, 128kg com validez. A pesista, então, subiu para 133kg, porém não concluiu o movimento.

Laura explicou o porquê vai tão ‘brava’ à plataforma: “Essa cara não dá, é só para a barra, só quando estou ali na plataforma. O meu jeito não é assim. Eu faço aquela cara para intimidar a barra”, brincou a campeã.

Apesar de ter saído com a medalha de ouro, a carioca acredita que poderia ter conseguido mais. Porém, ela se sente conformada com o desempenho pelo período parada que teve de ficar durante a pandemia.

“Eu esperava mais, mas no quadro em que estamos (pandemia) não poderia me cobrar mais. Eu perdi o meu último ano de juvenil, fiquei bem triste com isso, então estou feliz com o meu resultado e que consegui repetir o que fiz nos treinos aqui”, contou.

Apesar de não estar totalmente satisfeita, a atleta sabe que está em um patamar em que outras atletas da mesma idade não estão. Nascida em 2000 e promessa para o levantamento de pesos brasileiro, ela almeja representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.

“É um misto de sentimentos, pois sei o que aconteceu aqui agora. Tentar puxar 108kg (no arranco) e 133kg (no arremesso) aos 20 anos não é para muitas, então, estou com isso na minha cabeça. Agora, é buscar Paris”, projetou a pesista.

A medalha de prata foi para outra atleta do Rio de Janeiro: Amanda Silva. Ela levantou 195kg no geral, sendo 86kg no arranco e 109kg no arremesso. O bronze foi para a maranhense Samara Soares, que somou 185kg (85kg no arranco e 100kg no arremesso).

No mesmo grupo foram definidas as campeãs das categorias de base. O sub-17 para 76kg foi conquistado por Emily Menegotto (127kg geral, 57kg no arranco e 70kg no arremesso), enquanto o sub-20, Rayane Martins (166kg geral, 76kg no arranco e 90kg no arremesso), que estará no Pan-Americano Sub-20, em Guadalajara, no México, no mês que vem. A bateria ainda consagrou Maria Clara Sabadin com a medalha de ouro no sub-17 para 81kg. Ela levantou 138kg no geral, sendo 65kg no arranco e 73kg no arremesso.


Foto: Washington Alves/Light Press/CBLP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário