Chefe da missão afegã nas Paralímpiadas critica falta de suporte do IPC para evacuar os atletas do país - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Chefe da missão afegã nas Paralímpiadas critica falta de suporte do IPC para evacuar os atletas do país

Compartilhe


O chefe da missão do Afeganistão nas Paralímpiadas de Tóquio-2020, Arian Sadiqi, criticou nas redes sociais a falta de apoio por parte do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), para evacuar os atletas que se encontram no país, que tem vivido momentos difíceis após retomada do poder por parte do regime Talibã e fez um apelo em suas redes sociais por ajuda humanitárias, visto que os atletas paralímpicos correm risco de vida no país.

Sadiqi disse que: “estou profundamente decepcionado com a comunidade internacional, especialmente com APC (Comitê Paralímpico Asiático), o IPC, o COI e as demais organizações esportivas”.

Na continuação de seu desabafo, criticou a omissão do IPC em oferecer suporte aos atletas e chamou de vergonhoso essa falta de comunicação do órgão máximo do esporte paralímpico.

O chefe da missão afegã no Japão continuou mostrando o tamanho do drama entre os atletas em sua postagem, dizendo que tem contato com apenas alguns atletas e que o apelo deles é para sair do país e que muitas das mensagens são de preocupação em relação à segurança.

O afegão finalizou o post dizendo “sob o novo regime não haverá Movimento Paralímpico no Afeganistão, especialmente entre as mulheres” e deixou um apelo pedindo união das pessoas para pressionar governos e entidades esportivas para ajudar na saída do Afeganistão por parte dos atletas.

Foto: Reuters/ Marko Djurica

Nenhum comentário:

Postar um comentário