Elas estão de volta! Argentina vence a Índia e retorna à final do hóquei nas Olimpíadas - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Elas estão de volta! Argentina vence a Índia e retorna à final do hóquei nas Olimpíadas

Compartilhe
Reuters / Hamad I Mohammed

A espera acabou! Após nove anos, a Argentina está de volta à uma final olímpica do hóquei na grama. A vaga veio com a vitória de 2 a 1 sobre a Índia, nesta terça-feira (3), no Oi Hockey Stadium. Com dois gols de Noel Barrionuevo, uma das Leonas mais antigas, as sul-americanas agora encaram os Países Baixos, na sexta-feira, a partir das 7h (horário de Brasília). As duas seleções repetem a decisão de Londres, em 2012.


A partida começou complicada para as Leonas. A Índia partiu para o ataque e conseguiu um penalty corner logo no início. Gurjit Kaur fez um bom flick e abriu o placar com apenas 90 segundos. Mas apesar do gol sofrido, as argentinas mantiveram a calma e tentaram o empate, esbarrando na boa defesa adversária.

Experientes e mais ofensivas, as sul-americanas tiveram a chance de igualar com um penalty corner cobrado por Agustina Gorzelany, mas que acabou defendido. Entrando mais vezes na grande área da Índia, a pressão continuou até o fim do primeiro quarto.

No segundo, a Índia voltou a se manter bem defensivamente até Albertarrio conseguir um penalty corner. Uma das Leonas mais lendárias, Noel Barrionuevo empatou aos 18 minutos num flick de muita categoria que desviou e achou o gol. Um minuto depois, Julieta Jankunas chegou sozinha e teve a chance de virar para a Argentina, mas perdeu o disparo. 

As asiáticas tiveram dois penalties corners em sequência no final do período, mas perderam ambos e desperdiçaram a chance de voltar à liderança. Após o intervalo, a Argentina manteve o ritmo no ataque e achou um penalty corner. Com 37 anos, novamente Barrionuevo marcou o gol aos 36 minutos e colocou as Leonas à frente.

Precisando atacar, a Índia mudou a postura e tratou de buscar o empate no último quarto. No entanto, foi a vez das argentinas baixarem suas linhas defensivas e impedirem a penetração das adversárias. Se aproveitando do nervosismo das rivais, Argentina continuou superior tecnicamente. Quase no fim do jogo, Eugenia Trinchinetti cruzou da direita para Michaela Retegui dentro da área, mas a jogadora não conseguiu completar.

Com o relógio contra, as indianas não conseguiram furar a defesa sul-americana. Ao soar a sirene encerrando a partida, as Leonas caíram em um misto de alívio e alegria. Após nove anos e muita pressão pelo resultado, elas estavam de volta à uma final de Jogos Olímpicos. E novamente contra a principal rival, os Países Baixos. 

As duas seleções fizeram a final em Londres 2012, que marcou a despedida da maior jogadora de todos os tempos, Luciana Aymar, dos campos olímpicos. À época, as neerlandesas conseguiram o bicampeonato com a vitória por 2 a 0.


Nenhum comentário:

Postar um comentário