Seleção de hóquei dos Países Baixos se une contra discriminação e divulga comunicado - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Seleção de hóquei dos Países Baixos se une contra discriminação e divulga comunicado

Compartilhe
Reprodução: Instagram

As jogadoras da seleção de hóquei na grama dos Países Baixos iniciaram uma campanha contra toda forma de discriminação no esporte, nesta quarta-feira (28), em Tóquio. Líder do grupo A com 100% de aproveitamento e favorita ao ouro, as atletas usaram as redes sociais para compartilhar uma imagem onde elas aparecem formando um coração no campo e uma mensagem a favor da igualdade. O protesto envolveu todas as competidoras antes da terceira rodada dos Jogos Olímpicos.

A foto foi divulgada por todas as jogadoras no Instagram e algumas também no Twitter. Junto à imagem, um texto em inglês repudiava qualquer forma de discriminação na equipe:

"Respeito e aceitação são dois dos valores fundamentais da nossa equipe. Respeitar e aceitar pessoas de todas as raças, gêneros, etnias, sexualidade, habilidades e idades. Nós nos esforçamos para nos desenvolvermos e educarmos continuamente, para nos tornarmos a mudança que desejamos ver no mundo. Estamos unidos contra todas as formas de discriminação", escreveram as neerlandesas.


Atual medalha de prata na Rio 2016, os Países Baixos são considerados os principais favoritos ao ouro em Tóquio 2020. A equipe, que vem de uma renovação no seu plantel, dominou o ciclo olímpico desde que perdeu nos tiros livres, para a Grã Bretanha, há cinco anos.

Com 100% de aproveitamento, as neerlandesas estrearam goleando a Índia por 5 a 1. No jogo seguinte, contra a Irlanda, vice-campeã mundial do campeonato europeu de 2017 justamente contra os Países Baixos, voltou a golear, mas por 4 a 0. 

Nesta quarta (28), com ótima atuação, venceram a África do Sul por 5 a 0. Com o resultado, a equipe treinada por Alyson Anna se garantiu nas quartas de final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário