A vitória de Igarashi sobre Medina foi justa? Surto Olímpico ouviu especialistas internacionais - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

A vitória de Igarashi sobre Medina foi justa? Surto Olímpico ouviu especialistas internacionais

Compartilhe
Aéreo de Igarashi Kanoa nos jogos olímpicos foi justo?

Na última manobra de Igarashi Kanoa na semifinal do surfe masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, a imprensa japonesa pulou extasiada no centro de imprensa montado na praia de Tsurigasaki. Logo depois da divulgação da nota que deu a vaga do surfista japonês na final, vieram em paralelo os aplausos e gritos dos colegas japoneses e os gritos e reclamações dos fãs brasileiros: a nota 9.33 final deu a vitória final de Igarashi foi justa?

O Surto Olímpico, presente no local de competição, partiu para entrevistar especialistas estrangeiros e brasileiros em surfe aqui presentes, seja jornalistas ou mesmo membros de delegações, com exceção óbvia dos japoneses, perguntando se a nota de Igarashi foi justa e se os japoneses estão recebendo notas infladas. A resposta foi unânime: por mais que Gabriel Medina tenha feito uma prova incrível, Igarashi Kanoa mereceu, sim, vencer.

Joe Carberry, editor-chefe do site The Inertia, especializado em surfe, acredita que a manobra do japonês foi "maior, mais limpa e aterrissou perfeitamente". Ele acredita ser improvável a tese que surfistas japoneses tenham notas maiores do que as dos rivais, já que os sete juízes são de nacionalidades diversas, inclusive um brasileiro (Luiz Pereira) e um japonês (Kato Massato).

"Tenho um respeito imenso por Gabriel Medina, ele é um dos melhores competidores e vejo muito ele no circuito. Atualmente, ele está muito mais relaxado, aberto com a mídia, parece muito mais tranquilo e não tenho dúvidas que ele voltará a ganhar um circuito mundial", afirmou o jornalista.

Além de lembrar que o próprio Medina não reclamou sobre a nota, ele apontou o fato que reclamações desse tipo são comuns no surfe, citando o australiano Julian Wilson, que, em entrevista a seu site na véspera, alegou que os juízes na verdade tem o costume de dar notas mais altas para Medina e Ítalo Ferreira pelos mesmos aéreos que os outros fazem.


Carberry não foi o único a ter essa opinião. Uma dirigente de um país respeitado no surfe, acredita que ambos fizeram uma ótima competição e acrescentou que recebeu uma mensagem do seu filho que acreditava que a nota de Igarashi deveria ser diferente… um 10. "Foi sensacional o que Igarashi fez".

Mesmo entre jornalistas brasileiros consultados, todos acreditam não haver base na ideia que atletas de um país, mesmo os da casa, possam ser valorizados. Sobre isso, Carberry lembra que fãs e gritos de apoio poderiam, sim, interferir nas notas, mas não é o caso dos Jogos Olímpicos de Tóquio, realizados sem espectadores.

O único jornalista que fez algum reparo sobre as notas, acredita que o problema não foi exatamente sobre o último aéreo de Igarashi, e sim sobre a primeira onda de Medina (8.33), que poderia ter sido mais alta. "De qualquer maneira, não faz muito sentido avaliar as ondas retrospectivamente, não se dá uma nota pensando na nota anterior", comentou.

Surte + Ítalo é ouro!!


Foto: Reuters / Lisi Niesner

2 comentários:

  1. Se o Aereo do Kanoa fosse antes dos realizados pelo Medina, a nota não seria tão alta, enfim não adianta eles estragaram a final Olimpica, ja que o Kanoa não conseguiu pegar 1 onda decente na final...

    ResponderExcluir
  2. Achei mais estranha a bateria contra o Owen do que contra o Kanoa.

    ResponderExcluir