Kelvin Hoefler levanta o público, mas perde pódio na última manobra - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Kelvin Hoefler levanta o público, mas perde pódio na última manobra

Compartilhe


Um dos maiores nomes do skate street brasileiro, Kelvin Hoefler foi o quinto colocado na final do Mundial da modalidade realizada em Roma neste domingo (6). O paulista teve uma ótima performance e chegou a figurar no pódio durante os tricks, porém caiu na ultima tentativa. O ouro ficou com Horigome Yuto do Japão, a prata com Nyjah Huston dos Estados Unidos e o bronze com o também japonês Shirai Sora.


Campeão em 2015, Kelvin conseguiu no sábado a classificação para os Jogos Olímpicos e entrou na final vindo de uma terceira colocação na semifinal e da nona colocação no Dew Tour, quando não conseguiu se classificar para a final. O brasileiro começou cometendo erros na sua primeira volta e ficou com 5,74 de pontuação, porém se recuperou fazendo a melhor volta do dia na segunda tentativa marcando 8,81.


Nos tricks, ele repetiu a manobra feita na semi, quando usou as duas extremidades da prancha para deslizar sobre o corrimão. Novamente a manobra foi aplaudida de pé pelo público no Foro Itálico e os juízes deram 9,10. As outras tricks foram um backside de 8,35 e a descida do corrimão com o centro do skate para 7,45.


Kelvin havia errado a segunda tentativa e não tinha como alcançar o título na última chance, quando ainda podia alcançar o pódio, precisando de 9,50 para a segunda colocação e 8,50 para a terceira colocação, porém acabou caindo e deixando escapar a oportunidade de mais um pódio pro Brasil.


Horigame Yuto foi mal nas voltas, cometendo erros em ambas e terminando a primeira fase na oitava e última colocação, porém seu desempenho nas tricks foi perfeito, descartando as voltas e uma queda. somando seus 36,75 com três notas na casa dos nove pontos, junto de um 8,98. Nyjah Huston foi o único a mostrar poder desbancar o japonês, porém caiu na última tentativa e levou a prata com 35,75, Shirai conquistou o bronze marcando 34,58.


O Mundial ainda garantiu Jagger Eaton na delegação norte-americana em Tóquio, já que o seu quarto lugar, lhe garantiu entre os três melhores do páis no ranking. O torneio era a última chance dos skatistas conseguirem a vaga olímpica. O Brasil ocupou todas as 12 vagas disponíveis, somando as do street e do park.


Surte +: Kelvin Hoefler, Giovanni Vianna e Felipe Gustavo se classificam para as Olimpíadas


Foto em destaque: Júlio Detefon






Nenhum comentário:

Postar um comentário