Brasil vence a Tailândia e termina quarta semana da Liga das Nações na vice-liderança - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Brasil vence a Tailândia e termina quarta semana da Liga das Nações na vice-liderança

Compartilhe



Com 100% de aproveitamento na quarta semana, a seleção brasileira feminina terminou a 12ª rodada da Liga das Nações de Vôlei (VNL) na vice-liderança. Nesta segunda-feira (14), o Brasil venceu sem sustos a Tailândia por 3 sets a 0 (25-11, 25-14 e 25-10) e chegou à 10ª vitória em 12 jogos na competição. Os Estados Unidos, que enfrentam a Turquia ainda nesta segunda, lideram com 11 triunfos.

Em boa atuação coletiva da seleção, a principal pontuadora foi a oposta Tandara, com 11 acertos. Fernanda Garay, que jogou até a metade do segundo set, terminou a partida com 10 pontos, assim como Gabi. Do lado tailandês, a central Thinkaow e a ponteira Sittirak marcaram 8 pontos cada e lideraram sua equipe

Agora, a seleção feminina terá três dias de descanso e de treinamentos antes de voltar à quadra pela última semana da fase classificatória. O próximo desafio do Brasil é na sexta-feira (18), às 10h, contra a Coreia do Sul.


Times iniciais


Brasil: Macris, Tandara, Bia, Carol, Gabi, Fê Garay e Camila Brait (L). Técnico: José Roberto Guimarães.

Tailândia: Nootsara Tomkom, Malika Kanthong, Karina Krause, Pleumjit Thinkaow, Sutadta Chuewulim, Onuma Sittirak e Piyanut Pannoy (L). Técnico: Kittikun Sri-Utthawong.

O jogo


A princípio, a expectativa é que José Roberto Guimarães aproveitasse o duelo para testar novas formações. Porém, o que se viu no início do jogo foi a seleção escalada com o time-base das outras partidas. A única mudança foi Bia no lugar de Carol Gattaz, poupada pelo segundo duelo consecutivo. Já a Tailândia foi para a VNL com um time mesclado de veteranas e de jovens promessas, uma vez que grande parte do elenco principal testou positivo para a Covid-19 antes do início do torneio.

O primeiro set foi completamente dominado pela seleção brasileira. Superior no ataque e no bloqueio, o time verde e amarelo abriu vantagem logo de cara e não teve dificuldades para fechar a parcial em 25 a 11. Mesmo esforçada taticamente e organizada na defesa, a seleção tailandesa teve dificuldades na virada de bola e não conseguiu reagir.

Com 1 set a 0 no placar, José Roberto Guimarães optou por começar a segunda parcial do Adenízia no lugar de Carol, dando rodagem ao elenco. O Brasil começou o set com a mesma intensidade, abrindo uma boa vantagem. Rosamaria, Roberta, Lorenne e Nyeme também entraram em quadra e não baixaram o ritmo. A Tailândia mostrou evolução e conseguiu crescer na virada de bola, mas ainda sim não conseguiu se aproximar no placar. Em erro de ataque tailandês, a seleção brasileira fechou a parcial em 25 a 14.

Com Rosamaria de ponteira, o Brasil começou o terceiro set novamente se impondo. Rapidamente, o time brasileiro abriu 16 a 4 e pôde rodar ainda mais o elenco. Lorenne entrou no lugar de Tandara, enquanto Nyeme voltou a participar como líbero. Mayany também substituiu Bia na reta final da parcial. Sem sustos, o Brasil fechou a parcial em 25 a 10 e o jogo em 3 sets a 0.

Foto: Reprodução/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário