STJD mantém resultado de tomada de tempo dos 100m livre na Seletiva Olímpica de Natação - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

STJD mantém resultado de tomada de tempo dos 100m livre na Seletiva Olímpica de Natação

Compartilhe

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) decidiu, por 5 votos a 2, manter o resultado da tomada de tempo extra de Gabriel Santos nos 100m livre, na Seletiva Olímpica de Natação do Brasil. O STJD entendeu que a Unisanta, que deu entrada no processo, não poderia fazê-lo, porque a seletiva era uma competição individual e não interclubes.

A Unisanta é o clube de André Calvelo de Souza, nadador que foi suspenso pela Associação Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) após um resultado adverso em um exame antidoping. A ABCD comunicou a CBDA sobre a situação durante a seletiva, no dia seguinte após Calvelo vencer os 100m livre e se classificar para os Jogos Olímpicos na prova individual e no revezamento 4x100m livre.

A CBDA anulou os resultados de André Calvelo na seletiva e deu a chance do nono colocado das eliminatórias, Gabriel Santos, fazer uma nova tomada de tempo para tentar o índice olímpico ou uma vaga revezamento. Nessa segunda chance, Gabriel nadou para 48.49 conseguindo o tempo de classificação para as duas provas.

Porém, antes mesmo da tomada de tempo, a Unisanta entrou com um mandado de garantia, contestando a decisão da CBDA, acreditando que seu outro atleta na prova, Felipe Ribeiro, teria o direito à vaga no revezamento por ter ficado originalmente em quinto lugar na final dos 100m livre (quarto lugar, após a exclusão do resultado de Calvelo).

No julgamento desta quinta-feira, o caso nem teve seu mérito analisado, já que no entendimento da corte, somente os atletas envolvidos na situação poderiam ter entrado com tal tipo de ação no STJD, já que a Seletiva não era uma competição de clubes. Na sessão, alguns membros do tribunal lamentaram em seus votos que um caso desse nível de importância não pudesse ter o seu mérito apreciado. A decisão da CBDA ainda pode ser contestada no tribunal, mas em um novo processo, dessa vez impetrado por um dos nadadores envolvidos no caso.

Com o resultado, no momento o Brasil terá Pedro Spajari e Gabriel Santos como representantes em Tóquio 2020 nos 100m livre. Os dois estão na equipe do revezamento 4x100m livre que também deve contar com Breno Correia e Marcelo Chierighini. No dia 12 de junho, a CBDA realiza uma segunda seletiva com nadadores que não conseguiram participar da primeira por terem contraído covid-19. Nessa última chance, Vinícius Assunção irá nadar os 100m livre, podendo conseguir se classificar para a prova ou o revezamento.

Foto: Best Swimming

Nenhum comentário:

Postar um comentário