Queda americana e vagas japonesas são destaques da luta livre masculina no Pré-Olímpico de Wrestling - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Queda americana e vagas japonesas são destaques da luta livre masculina no Pré-Olímpico de Wrestling

Compartilhe
Sergey Kozyrev Russia goes through tokyo freestyle wrestling

O Pré-Olímpico de Wrestling teve início em Sofia, Bulgária, nesta quinta-feira (6) com as definições das últimas vagas da luta livre masculina. 11 países levaram as 12 vagas em disputa, sendo que apenas o Japão conquistou duas vagas. Outros dez países levaram vagas, sendo que oito deles europeus e dois são da Ásia.


EUA, Cazaquistão, e Rússia chegaram na capital da Bulgária com cinco atletas já garantidos em Tóquio na luta livre, mas apenas o russo Sergey Kozyrev fez valer a força do uniforme e levou uma das vagas para atletas com até 125kg. O cazaque Azmad Dauletbekov ficou nas quartas-de-final dos 86kg enquanto o norte-americano Jordan Oliver perdeu na semi dos 65kg.


Deste modo, apenas Rússia tem chances de levar 18 atletas no wrestling, já contando com 14 classificados, delegação ainda menor que a dos Estados Unidos que já conta com 15 e pode ter mais dois atletas classificados.  Irã contará com seis atletas na luta livre masculina, mas como não compete na luta livre feminina, só poderá ter equipe completa no masculino, faltando apenas Nasser Alizadeh nos 87kg da luta greco-romana.


Surte+ Gosta de nosso trabalho? Colabore com nosso crowdfunding e Ajude o Surto Olímpico a fazer uma cobertura olímpica direto de Tóquio! 


As finais e definições de medalha da luta livre masculina acontecem na quinta-feira (6). As disputas da luta livre feminina acontecem na sexta-feira (7), com a participação das brasileiras Giullia Penalber até 57kg e Kamila Barbosa até 50kg. Penalber pode ser cabeça-de-chave nos Jogos Olímpicos, mas antes ainda precisa garantir a vaga olímpica. Cada uma precisa vencer três combates para carimbar o passaporte.  


Por enquanto  as três vagas brasileiras do wrestling são de Eduard Soghomonyan nos 130kg da luta greco-romana, Laís Nunes nos 62kg da luta livre e Aline Ferreira nos 76kg. O brasileiro Marcos Wesley Siqueira caiu na estreia dos 65kg da luta livre na manhã desta quinta-feira (5).


Confira como cada categoria definiu suas vagas:


Luta Livre (57kg masculino)

Yuki Takahashi Yuki Reineri Andreu Ortega wrestling tokyo 2020
Takahashi Yuki vence Reineri Andreu Ortega pelo Pré-Olímpico - Foto: Kadir Caliskan  / UWW


Na primeira disputa de vagas entre duas potências da luta livre, uma história de superação incrível. Takahashi Yuki, voltou da aposentadoria e venceu por 2 a 0 o cubano Reineri Andreu Ortega, num combate super apertado. Porém, Takahasi que também despachou facilmente romeno o Razvan Kovacs e Vladimir Egorov, da Macedônia no Norte, ainda não está garantido em Tóquio e passará ainda por uma seletiva japonesa.


Campeão olímpico da juventude em Singapura 2010, ele foi campeão mundial em 2017 e medalhista de bronze em 2018, ele já estava aposentado do esporte. Porém, quando Higushi Rei, prata no Rio 2016 e titular do time japonês , não atingiu o peso necessário no qualificatório asiático, Takashi foi chamado de última hora para conquistar a vaga e defender uma das principais chances de medalha para o Japão. 


Desta maneira, Takahashi e Higuchi se enfrentarão na seletiva japonesa para decidir a vaga. 

Erdenebatyn Bekhbayar, da Mongólia, e Giorgi Edisherashvili, do Azerbaijão
Erdenebatyn Bekhbayar, da Mongólia, e Giorgi Edisherashvili, do Azerbaijão, duelam pelos 57kg - Foto: Kadir Caliskan  / UWW


Na outra vaga, deu Mongólia. Erdenebatyn Bekhbayar, campeão mundial juvenil em 2012, bronze em 2015 e 2017 e campeão asiático em Jakarta 2018, venceu o bicampeão europeu Giorgi Edisherashvili, do Azerbaijão. Bekhbayar venceu estreou com vitória tranquila sobre o ucraniano Taras Markovych e passou com grande dificuldade pelo italiano Givi Davidovi nas quartas por 3 a 2.


Luta livre (65kg masculino) 

Georgios Pilidis Grécia Toquio 2020 wrestling
Jovem grego Georgios Pilidis comemora vaga olímpica


Não foi um dia muito bom para os Estados Unidos na categoria 65kg. David Habat, norte-americano de família eslovena tentou se tornar o primeiro atleta da Eslovênia a representar o país no wrestling olímpico, mas caiu para o grego Georgios Pilidis por 9 a 7. O grego que chegou a sangrar na perna logo no início do combate teve um ótimo primeiro tempo e segurou bem a ampla vantagem. Pilidis venceu com tranquilidade o britânico George Ramm, o colombiano Úber Cuero, o espanhol Juan Pablo González.


David Habat Georgios Pilidis tokyo 2020 Wrestling
David Habat senta-se inconsolado enquanto Georgios Pilidis põe a mão no rosto em comemoração -  Foto: Kadir Caliskan  / UWW



Na segunda decisão de vaga da categoria, o polonês  Magomedmurad Gadzhiev garantiu sua vaga com uma vitória por 3 a 2 diante do norte-americano Jordan Oliver. Mais cedo ele venceu o austríaco Gabriel Janatsch, o belarusso Niurgun Skriabin e o georgiano Beka Lomtadze.
 

Único norte-americano a disputar hoje, Jordan Oliver não conseguiu garantir equipe completa norte-americana. Os 65kg eram a única categoria em que os EUA não se garantiram pelo Mundial de 2019 ou pelo pré-olímpico americano.


Jordan OIiver venceu a difícil seletiva norte-americana no início de abril e se garantiu no time olímpico, mas não conquistou a vaga. Ele testou positivo em 2017 por doping por um ano após usar uma substância proibida em um medicamento. Após perder todos os quatro combates em 2012 e 2016, conseguiu vencer os quatro em 2021, passou por dificuldades pelo búlgaro Ruhan Rasim, pelo sul-coreano Yun Jun-sik e o ucraniano Gor Ogannesyan.

Jordan Oliver USA Wrestling #WrestleSofia
Jordan Oliver avança no torneio mas não consegue vaga olímpica - Foto: Kadir Caliskan / UWW

Nesta categoria, o Brasil foi representado por Marcos Siqueira, que perdeu para o italiano Colin Realbuto na estreia. Como Realbuto não chegou à final, o brasileiro está eliminado. Saiba mais da luta do brasileiro na manhã desta quinta-feira (6) clicando aqui.


Luta livre (74kg masculino) 

Mitch Finesilver Vasyl Mykhailov ass kicking wrestling israel ukraine
Israelense Mitch Finesilver liderou boa parte do combate mas perdeu a vaga para o ucraniano Vasyl Mykhailov - Foto: Kadir Caliskan / UWW


O ucraniano Vasyl Mykhailov ficou com a primeira vaga nos 74kg . Depois de vitórias preliminares sobre Bat-Erdeniin Byambadorj, da Mongólia, Ayoub Barraj, da Tunísia e Aimar Andruse, da Estônia, ele desafiou o israelense Mitch Finesilver. O israelense buscava a primeira vaga para seu país no Wrestling e vencia por 2 a 0, mas sofreu a dura virada por 4 a 2 nos últimos segundos. Mykhailov foi medalhista de bronze na Copa do Mundo de Belgrado e no Europeu em 2020, e também foi bronze nosJogos Mundiais de Praia em Doha 2019.


A segunda vaga da 74kg foi decidida entre dois lutadores nascidos na Rússia: o eslovaco Tajmuraz Salkazanov e Magomedkhabib Kadimagomedov, que defende Belarus desde 2020, quando já venceu o Europeu dos 79kg. categoria não-olímpica. A perda de peso o ajudou.



Magomedkhabib Kadimagomedov Belarus Tajmuraz Salkazanov  Slovakia RussiaKadir Caliskan / UWW
Kadimagomedov, defendendo Belarus, dominou completamente o combate entre dois russos - Foto: Kadir Caliskan / UWW



Kadimagomedov venceu Arsalan Budazhapov, de Quirguistão, Mihail Sava, de Moldova e Soner Demirtas, da Turquia, antes de derrotar Salkazanov por 12 a 4. O russo-eslovaco foi medalhista de bronze no mundial de 2018 e campeão mundial sub-23 no mesmo ano. O turco Demirtas passou nas oitavas por Khetag Tsabolov, campeão mundial em 2014 pela Rússia, mas que a partir de 2021 defende a Sérvia.



Luta livre (86kg masculino) 

japanese wrestler tokyo 2020 Takatani Sosuke celebrates Japão tóquio 2020 jogos olímpicos
Japonês Takatani Sosuke comemora vaga olímpica alcançada em Tóquio 2020 - Foto: Kadir Caliskan / UWW


Takatani Sosuke, vice-campeão mundial em 2014 e integrante de Londres 2012 e Rio 2016 levou a segunda vaga japonesa ao vencer o polonês Zbigniew Baranowski na primeira semifinal da categoria 86kg. O polonês se classificou para Rio 2016 no pré-olímpico mundial, após cair na semifinal e levar o bronze na repescagem. Mas como só duas vagas estão em disputa hoje, ele não teve a mesma sorte.


O caminho de Tatkatani envolveu duas vitórias tranquilas sobre Simone Iannattoni, da Itália, na estreia e Veréb István nas quartas e uma duelo disputado de oitavas diante de Taimuraz Friev, russo que defende a Espanha.

Boris Makojev wrestling luta livre eslováquia hot athlete
Nascido na Rússia, Boris Makojev ganhou a primeira vaga para a Eslováquia no wrestling em Tóquio 2020


Pela segunda semifinal dos 86kg, Boris Makojev perdia para o azeri Abubakr Abakarov, mas conseguiu empatar por 4 a 4 e ganhou por ter conquistado o ponto mais recente. Nascido na Ossétia do Norte, território da Federação Russa, ele representa a Eslováquia e conquistou a primeira vaga para o país da Europa Central no wrestling em Tóquio 2020.


Maojev estreou com vitória sobre o turco Maher Ghanmi e passou por placares apertados diante do finlandes Vile Heino e cubano Yurieski Torreblanca, medalhista de ouro em Lima 2019, antes da disputa da semifinal. Azamat Dauletbekov buscava levar o Cazaquistão com equipe completa, mas caiu nas quartas para o azeri Abubakr Abakarov.


Luta livre (97kg masculino) 

 
Abraham Conyedo Italy Cuba Wrestling tokyo 2020
Abraham Conyedo foi prata nos Jogos Olímpicos da Juventude em 2010 e disputará a primeira Olimpíada pela Itália -  Foto: Kadir Caliskan / UWW

No primeiro duelo dos 97kg, o italiano Abraham Conyedo venceu com dificuldade o representante da casa, o búlgaro Akhmed Bataev. Antes, ele venceu o alemão Erik Thiele, o costa-marfinense Ulrich Mamouan no Pré-olímpico de Sofia. Nascido em Cuba, Conyedo foi prata nos Jogos Olímpicos da Juventude de Singapura 2010 e conquistou o bronze no Mundial de 2018 já pela Itália. Ele virou cidadão italiano em dezembro de 2019.


Wrestling Valeriy Andriytsev Ukraine Tokyo 2020 gay wrestling Albert Saritov Romania Jogos Olímpicos Luta Livre
Em um combate muito acirrado, o ucraniano Valeriy Andriytsev saiu na frente, mas sofreu a virada para o romeno Albert Saritov - Foto: Kadir Caliskan / UWW 


Pela segunda semifinal, o romeno Albert Saritov, medalhista de bronze na Rio 2016, perdia por 2 a 1, quando conseguiu um golpe decisivo, virando o jogo e vencendo o ucraniano Valeriy Andriytsev por 3 a 2. Antes,Sartirov venceu o polonês Radoslaw Baran e o suíço Samuel Scherrer. Saritov é outro dos vários lutadores nascidos na Rússia que ganharam vaga olímpica por outros países. Ele venceu medalha de bronze no mundial de 2011 pela Rússia, país que representou até 2014. 


Luta livre (125kg masculino)

Sergey Kozyrev russian wrestler tokyo 2020
Sergey Kozyrev dominou o dia e foi um dos vários russos que levaram vaga, mas único representando a Rússia - Foto: Kadir Caliskan / UWW 


Pela categoria de até 125kg, reunindo os atletas mais pesados da luta livre, o russo Sergey Kozyrev abriu 3 a 0 diante do húngaro Ligeti Dániel e segurou o marcador, fechando em 3 a 2, garantindo a vaga olímpica. Como a Rússia já tem vaga nas outras cinco categorias da luta livre masculina, ela vai com equipe completa na modalidade e é o único país com chances de enviar uma equipe completa no wrestling, a depender de três representantes da luta feminina nesta sexta (7) e de um na luta greco-romana no sábado (8). Ele já havia passado pelo búlgaro Georgi Ivanov, pelo polonês Robert Baran até chegar como super favorito nas semifinais.


No último combate do dia, o indiano Sumit Malik derrotou o venezuelano José Daniel Diaz por 5 a 0. Foi a sétima vaga olímpica para o wrestling indiano em Tóquio 2020, enquanto a Venezuela segue sem representantes. Díaz foi medalhista de bronze em Guadalajara 2011 e prata em Lima 2019, e buscava participar de sua terceira Olimpíada.

Sumit Malik wrestling india jogos olímpicos de tóquio 2020
Sumit Malik conquistou a única vaga indiana do dia -  Foto: Kadir Caliskan / UWW 
 


A vaga foi sofrida para Malik, medalhista de ouro nos Jogos da Comunidade Britânica em Gold Coast 2018. Ele empatou com o quirguiz Aiaal Lazarev na estreia por 2 a 2, mesmo placar contra Alexandr Romanov, da Moldávia. Nas quartas ele venceu Rustam Iskandari, do Tajiquistão, antes de dominar Diaz nas semifinais.


Surte+ Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Wrestling

Foto ao topo: Tony Rotundo / WrestlersAreWarriors.com / United World Wrestling (UWW)


Nenhum comentário:

Postar um comentário