EUA e Turquia vencem na estreia; veja destaques do 1º dia da Liga das Nações de Vôlei - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

EUA e Turquia vencem na estreia; veja destaques do 1º dia da Liga das Nações de Vôlei

Compartilhe


O primeiro dia da Liga das Nações de Vôlei Feminino (VNL) teve poucas surpresas. Além da vitória do Brasil sobre o Canadá, outros sete jogos foram disputados na bolha em Rimini, na Itália. O destaque vai para os triunfos de Estados Unidos e Turquia, duas seleções que, assim como a brasileira, estão com suas principais atletas participando do torneio.

Atual bicampeã do torneio, a seleção norte-americana enfrentou a República Dominicana. Com grande atuação coletiva, a equipe comandada por Karch Kirally venceu por 3 sets a 0 (25-20, 25-21 e 25-12). A ponteira Kathryn Plummer terminou o jogo como a maior pontuadora do duelo, com 16 pontos anotados. De volta à seleção, a experiente ponteira Jordan Larson também teve boa atuação e contribuiu com outros 15 pontos. Do lado caribenho, De La Cruz e González marcaram 10 pontos cada.

Os dois países são os próximos adversários do Brasil na competição. O jogo contra as dominicanas é nesta quarta (26), às 13h. Depois, Brasil e Estados Unidos se enfrentam na quinta-feira, às 14:30. As duas partidas terão transmissão do SporTV2.

Já a Turquia não teve vida fácil. Em partida contra o time B da Sérvia, que não enviou para a Itália suas principais estrelas, as turcas precisaram do tie-break para levar a partida em 3 sets a 2 (25-21, 18-25, 25-23, 22-25 e 16-14). Destaque para a oposta Ebrar Karakurt, que entrou no decorrer da partida e anotou 16 pontos. Do lado sérvio, a oposta Sara Caric marcou 22 e liderou a tabela de pontuações do jogo.
 

Outra seleção a jogar com uma equipe alternativa foi a Itália. Mesmo sem nomes como Egonu, Sylla e De Gennaro, as donas da casa complicaram o jogo, mas foram derrotadas pela Polônia por 3 sets a 2 (25-22, 22-25, 20-25, 25-22 e 17-15). O nome da equipe polonesa foi a jovem ponteira Magdalena Styziak, que anotou 25 pontos e foi a maior pontuadora da primeira rodada da Liga das Nações.

Países Baixos, Japão, Rússia e China também vencem

Na abertura da competição, Países Baixos e Bélgica fizeram um duelo recheado de rivalidade. Os dois países têm fronteira entre si e tradicionalmente fazem bons jogos. Na partida desta terça, melhor para a seleção neerlandesa, que, com o time completo, venceu por 3 sets a 0 (25-21, 25-19 e 25-18). Destaque para a oposta Elles Dambrink, que marcou 13 pontos e terminou como a maior pontuadora do duelo, ao lado da belga Britt Herbots. Outro nome importante foi Anne Buijs, que jogou a última temporada da Superliga Brasileira pelo Dentil/Praia Clube e anotou 12 pontos.

País-sede dos Jogos Olímpicos, o Japão não teve dificuldades para vencer a Tailândia, que foi à Itália com um time reformulado depois de um surto de Covid-19 na equipe. O placar terminou em 3 sets a 0, com parciais de 25-15, 25-17 e 25-16. A central japonesa Erika Shinomiya foi a maior pontuadora do confronto, com 14 pontos.

Outros dois jogos agitaram a quadra em Rimini. Com show de Goncharova, que marcou 20 pontos, a Rússia venceu a Alemanha por 3 sets a 0 e mostrou estar forte na briga por uma vaga nas semifinais. Por fim, a China, sem suas principais titulares, venceu a Coreia do Sul por 3 sets a 1 e também estreou com vitória. O nome do jogo foi a ponteira campeã olímpica Zhang Changning, que marcou 23 pontos, sendo 6 de bloqueio.


Foto: Reprodução/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário