Athos Schwantes leva bronze no Pan de Esgrima, mas fica sem vaga olímpica - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Athos Schwantes leva bronze no Pan de Esgrima, mas fica sem vaga olímpica

Compartilhe

Athos Schwantes espada esgrima brasil COB

O brasileiro Athos Schwantes teve uma boa participação no Pré-Olímpico Pan-Americano de Esgrima, disputado em Costa Rica, mas caiu nas semifinais para o cubano Yunior Reytor Venet na disputa da espada masculina. Ainda hoje, Ana Beatriz Bulcão e Bruno Pekelman tentam as vagas continentais no florete feminino e no sabre masculino, enquanto Karina Trois tenta a vaga no sabre feminino neste domingo.

Surte+ Guia do Pré-Olímpico Pan-Americano de Esgrima: confira os favoritos e as chances dos brasileiros


Número 154 do mundo, Athos Schwantes buscava sua terceira olimpíada, depois de participar de Londres 2012 e Rio 2016. Ele pegou uma poule forte, e conseguiu quatro vitórias em seis confrontos, inclusive uma virada diante do segundo favorito, o colombiano John Edison Rodriguez. Classificado direto para as quartas-de-final do torneio, ele teve a oportunidade de revanche contra o chileno Pablo Nunez, mas caiu para o principal favorito da competição, o cubano Yunior Reytor Venet na semfinial por 15 a 9.


O cubano começou muito bem vencendo por 5 a 1, e indo para o intervalo com 5 a 2 na frente. Ele começou bem o segundo tempo, ampliando para 9 a 3, mas Schwantes teve ótimos momentos no segundo tempo, diminuindo para 9 a 6, antes de ver Reytor marcar 10 a 6 antes do último intervalo.


O início do terceiro tempo foi muito disputado, com o cubano puxando Schwantes para vários toques duplos e na correria conseguiu fechar o marcador por 15 a 9. Ele disputará a final do torneio diante do canadense Marc-Antoine Blais-Belanger, 97º melhor do mundo, que venceu o colombiano John Edison Rodriguez, que também levou o bronze. 

Cuba busca sua primeira vaga na esgrima em Tóquio 2020, enquanto Canadá já tem oito atletas da modalidade garantidos nos Jogos Olímpicos.



Confira como foi a campanha de Athos

Athos Schwantes iniciou sua trajetória perdendo para Hector Maisonet (128º), de Porto Rico por 2 a 1. O embate terminou em 1 a 1 ao fim dos três minutos regulamentares, mas o porto-riquenho levou a melhor no toque extra. Em seguida ele se recuperou e conseguiu uma vitória por 5 a 1 versus Saul Moris Villacorta Portillo (784º), jovem de 16 anos que representa El Salvador.


Em seguida, Athos enfrentou o segundo favorito de seu grupo, o chileno Pablo Nunez, 71º melhor do mundo. Athos abriu em 1 a 0, mas permitiu o empate do chileno. O combate terminou com 1 a 1 e novamente uma derrota por 2 a 1 para o brasileiro no ponto decisivo. 


Athos resolveu partir mais para os pontos e conseguiu uma vitória por 5 a 1 sobre Avinash Vishnu Somir (691º), de Guiana. Praticamente garantido na segunda fase, os confrontos seguintes eram importantes para uma boa classificação.


No seu combate mais difícil, ele enfrentou o colombiano John Edison Rodriguez (57º), que até então estava invicto. O cabeça 2 do torneio abriu 3 a 1, mas Athos conseguiu mudar sua tática e virou para 4 a 3. Um combate duplo fechou o placar, com vitória brasileira por 5 a 4. 


Fechando a primeira fase, ele não chance para Hector Cap, atleta de Guatemala sem ranking na FIE e venceu por 5 a 0, fechando em terceiro na sua poule e em quarto no geral. Com a boa campanha, ele se classificou diretamente para as quartas-de-final, onde duelou novamente contra o chileno Nunez.


O jogo contra Pablo Núñez começou parelho com 2 a 1 para o chileno. Porém, Schwantes se recuperou rapidamente e conseguiu virar para 5 a 2. No meio do segundo tempo, o brasileiro teve um momento mágico em que fez três pontos seguidos e chegou ao último intervalo com 10 a 4. 


O chileno chegou a buscar uma recuperação, mas com 12-4 o brasileiro estava bem perto da semi, e chegou ao “toque do jogo” com 14-7, fechando o confronto com 15-8. Com a vitória, Schwantes se garantiu no pódio e marcou um confronto contra o principal favorito. 


Surte+ Gosta de nosso trabalho? Colabore com nosso crowdfunding e Ajude o Surto Olímpico a fazer uma cobertura olímpica direto de Tóquio! 

Foto: Saulo Cruz/COB (arquivo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário