Taubaté volta a vencer o Minas e é bicampeão da Superliga Masculina - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Taubaté volta a vencer o Minas e é bicampeão da Superliga Masculina

Compartilhe


O EMS Taubaté Funvic é bicampeão da Superliga Masculina de Vôlei. Jogando no Centro de Desenvolvimento do Vôlei em Saquarema, a equipe paulista venceu o Minas Tênis Clube nesta sexta-feira (16) por 3 sets a 0 (25-20; 25-22 e 25-17). Como já havia ganhado do rival na quarta-feira, Taubaté fechou a série melhor-de-três da decisão em 2 a 0 e ficou com a taça, assim como ocorreu na última edição finalizada da Superliga, em 2018/19.

O ponteiro Douglas Souza marcou 15 pontos e acabou o jogo como o maior pontuador da partida. Outro destaque de Taubaté foi o levantador Bruninho, que brilhou na distribuição e na defesa e recebeu o Troféu Viva Vôlei como melhor jogador da partida. Do lado do Minas, o ponteiro Honorato anotou 10 e foi o líder de sua equipe nessa estatística.

O título da Superliga foi o terceiro de Taubaté na temporada. A equipe comandada pelo técnico argentino Javier Weber já havia vencido a Supercopa do Brasil e o Troféu Super Vôlei no segundo semestre do ano passado.

A campanha do EMS Taubaté Funvic


Taubaté terminou a fase classificatória da Superliga na segunda posição, com 20 vitórias em 22 jogos. O retrospecto foi o mesmo que o do Sada/Cruzeiro, mas com dois pontos a menos. Uma das duas únicas derrotas do time nessa fase foi justamente para o Minas, em jogo válido pela quarta rodada do returno.

Taubaté terminou a temporada com três títulos (Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV)


Nas quartas-de-final, Taubaté teve dificuldades contra o Montes Claros/América. A equipe paulista precisou do terceiro jogo para eliminar o Coelho, depois de uma surpreendente vitória dos rivais na segunda partida. Nas semifinais, o adversário foi o Vôlei Renata/Campinas. Embalado, Taubaté se recuperou do susto na fase anterior e avançou para a decisão com duas vitórias em dois jogos. O ritmo continuou na decisão, e o time bateu o Minas para conquistar o bicampeonato da Superliga.

Time dos Sonhos


Com o final da competição, as premiações individuais foram conferidas aos melhores jogadores da Superliga. O chamado “Time dos Sonhos” foi definido como:

Levantador: Willian (Fiat/Minas);

Ponteiros: Maurício Borges (EMS Taubaté Funvic) e Adriano (Vôlei UM Itapetininga);

Centrais: Maurício Souza (EMS Taubaté Funvic) e Lucão (EMS Taubaté Funvic);
 
Oposto: Yadrian Escobar (Fiat/Minas);

Líbero: Maique (Fiat/Minas);

Técnico: Javier Weber (EMS Taubaté Funvic);

MVP: Maurício Borges (EMS Taubaté Funvic);

Craque da galera: Rapha (EMS Taubaté Funvic);

Melhor árbitro: Anderson Caçador.

Times iniciais


Fiat/Minas: Willian, Escobar, Honorato, Lazo, Gustavão, Matheus Pinta e Maique (líbero). Entraram: Jonatas, Gustavo Orlando, Arthur Bento, Paulo e Juninho. Técnico: Nery Tambeiro.

EMS Taubaté Funvic: Bruno, Felipe Roque, Maurício Borges, Douglas Souza, Lucão, Maurício Souza e Thales (líbero). Entraram: João Rafael, Gabriel Cândido, João Franck e Rapha. Técnico: Javier Weber.

O jogo


A partida começou equilibrada, com as duas equipes apostando em suas principais forças nos pontos iniciais: Escobar e Honorato viraram para o Minas, enquanto o levantador Bruno acionou os centrais Lucão e Maurício Souza com frequência do lado de Taubaté. O placar seguiu parelho até o 10 a 10, quando o saque taubateano começou a incomodar a recepção mineira.

Uma boa sequência de ataques de Douglas Souza deixou o placar em 17 a 14 para a equipe paulista. Melhor sacador da Superliga, Honorato chegou a marcar um ace e encostar para 17 a 16. Porém, Taubaté freou a reação e administrou a vantagem até o fim. João Rafael ainda saiu do banco e marcou um ponto de saque. Com o mesmo fundamento, Felipe Roque pontuou e fechou a parcial em 25 a 20.

O equilíbrio do início do primeiro set voltou a ser visto no começo do segundo. Douglas Souza, do Taubaté, e Honorato, do Minas, seguiram comandando suas equipes na virada de bola. No entanto, assim como na primeira parcial, o time paulista deslanchou a partir do décimo ponto.


Honorato foi o grande nome do Minas na decisão e terminou a Superliga como o melhor sacador do torneio (William Lucas/Inovafoto/CBV)


Bruninho e Gabriel Cândido - que entrou no lugar de Felipe Roque no início do set - ainda protagonizaram um dos pontos mais bonitos da competição. Os dois buscaram a bola nas placas de publicidade no mesmo rali. Na sequência, Maurício Borges se aproveitou do erro de Maique no passe e matou o ponto de cheque para abrir 12 a 9.

Com a moral elevada, Taubaté mostrou muita agressividade no saque. Do lado do Minas, o oposto Escobar estava bem marcado pelo bloqueio. O time belorizontino ainda esboçou uma reação, encostando a partida em 23-21 em ace de Willian, mas a equipe acabou derrotada por 25 a 22.

Embalado, Taubaté começou o terceiro set dominando o Minas, abrindo 5 a 0. Com dificuldades na virada de bola, Escobar foi substituído pelo jovem oposto Paulo. Mesmo com a mudança no time adversário, a equipe paulista seguiu comandando as ações. Contando com grande atuação de Douglas Souza, Taubaté fechou o set em 25 a 17, o jogo em 3 a 0 e levantou o troféu da Superliga Masculina.

Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário