STJD emite liminar suspendendo o anúncio da convocação do revezamento 4x100m - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

STJD emite liminar suspendendo o anúncio da convocação do revezamento 4x100m

Compartilhe

Gabriel Santos se emociona após conseguir o índice


O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) suspendeu o anúncio da equipe masculina do revezamento 4 x 100 estilo livre. A equipe em tese, terá a presença de Gabriel Santos, que se classificou após receber uma segunda chance devido a suspensão dos resultados de André Calvelo, pego no exame antidoping. Porém é necessário ainda esperar se o atleta será suspenso em definitivo e se o tribunal entenderá que a tomada de tempo feita por Gabriel foi irregular.


CBDA (Confederação Brasileira de Esportes Aquáticos) liberou uma tomada de tempo para Gabriel por entender que Calvelo não deveria ter disputado a eliminatória e como o atleta do Pinheiros foi o nono colocado, ele deveria receber uma nova chance. O atleta nadou sozinho na piscina, utilizando a  raia central e fez o tempo de 48.49, abaixo do índice olímpico, assim conquistando a vaga. 


Caso se classificasse para a bateria final, o atleta do clube paulista teria competido na raia 8, considerada a pior raia. Portanto, a utilização da raia central beneficiou Gabriel e a série pode ser considerada irregular pelo STJD, que ainda não analisou o mérito.


"Existe o principio da estabilidade da competição. A tomada de tempo a nosso ver é competição desigual. Se o Gabriel tivesse participado da final, ele entraria na raia 8, que é a pior raia, porque vem a água das bordas e dos nadadores. Você nadar sozinho no meio da piscina, sem pressão, ondulação, é uma ajuda que ninguém mais teve." Comentou Marcelo Franklin, advogado representante da Unisanta, clube de Calvelo e Filipe Ribeiro, quinto colocado na seletiva.


Em caso de mantida a suspensão de Calvelo e julgada irregularidade na prova de Gabriel, Filipe levaria a vaga que sobrou do revezamento e se juntaria a Pedro Spajari, Breno Correia e Marcelo Chierighini em Tóquio-2020.


O vice presidente da CBDA, Renato Cordani, se pronunciou em coletiva sobre o assunto:

"O comunicado (do teste positivo) foi no dia 22 de abril. Coincidentemente, estávamos no meio da competição, então, pudemos fazer uma reparação histórica e, em termos esportivos, fomos os mais justos possíveis. A gente não deu para o Gabriel zero chances, não demos duas chances, demos uma chance, assim como todos os outros. Entendemos que, do ponto de vista esportivo, era justo uma vez que ele estava dentro dos oito."


Fratus demonstra indignação com caso de doping

O nadador Bruno Fratus, que conseguiu uma autorização especial para competir nos EUA, onde mora, a fim de fazer o índice e carimbar seu passaporte, logo após a divulgação da notícia do doping foi as redes sociais e demonstrou indignação. Ao ser perguntado sobre o assunto, Fratus afirmou se sentir prejudicado.


"Eu me sinto prejudicado indiretamente. Eu me sinto prejudicado quando atleta é condenado, cumpre a sentença dele e daqui a um ano já está contratado em um clube, concorrendo competições e patrocínios comigo. Não sou juiz, nem pretendo ser, mas vou usar minha voz para que atletas condenados por doping sumam da borda da piscina para sempre", comentou o nadador indignado.


Surte+: Confira os 18 classificados para representar a natação brasileira em Tóquio


Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

2 comentários:

  1. Eu acho totalmente absurdo um atleta nadar separado e sozinho, em um outro dia, depois de encerrada final, e ainda tomar a vaga de quem nadou a final! Vamos supor que esse absurdo tenha acontecido em plena olimpíada, que o Gabriel Silva tenha ficado em nono na semifinal e, portanto, fora da final, e que final dos 100m livre tenha sido em uma quarta-feira, e aí descobrem que akgum dos 8 finalistas olímpicos estava dopado e, na sexta feira, resolvem fazer uma tomada de tempo com o Gabriel, sozinho, em plena olimpíada, e o Gabriel consegue um tempo nadando sozinho que lhe dá direito à tomar o lugar de alguém que nadou a final no pódio! Isso é completamente impensável e absurdo! Vamos super que algum jogador que bateu um pênalti estivesse dopado e um outro dia após encerrada a final, marcam uma batida de pênalti isolada de outro jogador para substituir o dopado, absurdo, não é mesmo? Esse negócio de nadar sozinho, na melhor raia, sem a pressão dos adversários do lado e depois da final, e sem que isso estivesse previsto em nenhum regulamento, é um extremo absurdo, até porque ele não estava com Corona Vírus, que seria a exceção prevista no regulamento para que alguém nadasse no dia 12 de Junho de 2021. Mas o que aconteceu foi totalmente fora do regulamento, foi mudar as regras do jogo, depois de encerrada a final. Se realmente André Calvelo estiver dopado, quem tem o direito de ficar com a vaga do revezamento é o Felipe Ribeiro Souza que disputou a final dos 100m livre com todo mundo nadando no dia final, conforme previa o regulamento. Então pra que serve o regulamento, se não é pra ser cumprido? A única hipótese de Gabriel Silva ter nadado em outra oportunidade seria se ele tivesse testado positivo para Corona Vírus, e mesmo assim, só nadaria no dia 12 de Junho de 2021, e além disso, Gabriel disputou a eliminatória da prova e não conseguiu se classificar para a final, logo, a vaga no revezamento 4x100 tem que ficar com algum nadador que disputou a final, e esse nadador é o Felipe Ribeiro Souza, por justiça e pelo cumprimento das regras do regulamento!

    ResponderExcluir
  2. Felipe Ribeiro Souza cumpriu todo o regulamento, nadou as elimnatórias no dia certo, se classificou para a final, e nadou a final também no dia certo, e, por tudo isso, merece a vaga no revezamento. Não se pode adotar dois pesos e duas medidas e mudar as regras depois da final. Felipe conquistou sua vaga nadando sob pressão ao lado dos outros concorrentes e não em uma tomada de tempo sozinho, na melhor raia, sem marolas e sem pressão dos concorrentes depois da final já ter sido encerrada. Portanto, Felipe Ribeiro Souza não pode ser injustiçado e merece a vaga no revezamento 4x100 livre em Tóquio.

    ResponderExcluir