Sapporo cancela corrida de rua que seria realizada no mesmo trecho da maratona olímpica - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Sapporo cancela corrida de rua que seria realizada no mesmo trecho da maratona olímpica

Compartilhe


A 99 dias de sua cerimônia de abertura, a Olimpíada de Tóquio teve nesta quinta-feira (15) mais um de seus eventos-testes cancelados. Desta vez, a "vítima" foi uma corrida de rua de 10km, que seria realizada no mesmo percurso da maratona olímpica, em Sapporo, na prefeitura de Hokkaido, em 05 de maio. Por outro lado, uma meia-maratona, prevista para o mesmo local e data, segue confirmada. 


De acordo com a agência japonesa Kyodo News, que informou inicialmente a notícia, a corrida tinha cerca de 2.500 inscritos e fazia parte do Festival de Maratonas Hokkaido-Sapporo. A prova seria secundária à meia-maratona, que contará com a presença de cerca de 160 atletas de elite, incluindo alguns já classificados para os Jogos Olímpicos. 


A decisão de cancelar foi tomada em conjunto pelos governos de Hokkaido e de Sapporo, depois que um príncipio de surto de coronavírus surgiu nas localidades. Dezenas de moradores locais foram infectados pelas variantes da Covid-19. Sapporo já solicitou a seus moradores a evitarem serviços não-essenciais e não viajar pelas próximas três semanas.


Tóquio-2020  segue tendo dificuldades de organizar seus eventos olímpicos por conta do crescimento de infecções no Japão. Eventos-testes de skate e tiro esportivo estavam marcadas para o final de abril e foram passados para maio. O revezamento da tocha olímpica não ficou para trás, com o cancelamento dos trechos nas prefeituras de Osaka e de Okinawa.


A Copa do Mundo de saltos ornamentais e o Torneio Qualificatório Olímpico do nado artístico, ambos previstos para Tóquio, chegaram a ser cancelados, mas a Federação Internacional de Natação (Fina) e o governo japonês entraram em acordo e reposicionaram as competições. Já o Pré-Olímpico de maratonas aquáticas foi passado de Fukuoka para Setúbal, em Portugal.


Foto de capa: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário