Ishiy e Takahashi perdem para cubanos e Brasil fica sem vaga olímpica nas duplas mistas do tênis de mesa - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Ishiy e Takahashi perdem para cubanos e Brasil fica sem vaga olímpica nas duplas mistas do tênis de mesa

Compartilhe


Vitor Ishiy e Bruna Takahashi perderam neste sábado (17) para os cubanos Jorge Campos e Daniela Fonseca, ainda em suas estreias, e deram adeus ao sonho da vaga olímpica no torneio de duplas mistas pelo Pré-Olímpico Latino-Americano de tênis de mesa. Os brasileiros chegaram a salvar seis match points no quarto set, mas os adversários saíram vitoriosos em 4 a 0 (11/9, 11/9, 11/1, 17/15).


Ishiy e Takahashi eram os cabeças de chave número 2 e, por isso, entraram já nas quartas de final no torneio, que classifica apenas a dupla vencedora a Tóquio-2020. Na teoria, eles tinham um caminho livre já que os porto-riquenhos Adriana Diaz e Brian Afanador, principais ranqueados, desistiram de participar após casos de coronavírus na equipe da Venezuela. 


Por tudo isso, os brasileiros eram os favoritos a ficar com a vaga. Mas isso ficou apenas no papel. Durante o duelo contra os cubanos, Ishiy e Takahashi foram dominados. O ritmo de jogo fez a diferença para Fonseca e Campos, que já tinham estreado na competição de duplas e vinham de boas partidas nas disputas individuais do Pré-Olímpico - Fonseca, de 18 anos, se garantiu na chave de simples de Tóquio.


O ritmo se fez valer principalmente no primeiro set, com vitória por 11 a 6 dos cubanos. Na parcial seguinte, os brasileiros até se colocaram no jogo e chegaram a ter 9 a 7 de frente, mas acabaram sofrendo quatro pontos seguidos e tiveram nova derrota, agora por 11 a 9. O terceiro set foi de domínio ainda maior dos cubanos, vencendo por incríveis 11 a 1.


Por fim, na quarta parcial, os brasileiros estiveram em desvantagem o tempo todo. Ao final, com um 10 a 7 contra, eles cresceram no duelo e conseguiram salvar os três match points. Eles ainda tiveram dois set points na sequência, com a chance de voltar para o jogo, mas desperdiçaram. Os cubanos retomaram a frente em 13 a 12 e, após mais três match points salvos, conseguiram fechar o duelo em 17 a 15.


Jorge Campos e Daniela Fonseca voltam às quadras ainda neste sábado, por volta das 18h50. Eles enfrentam o vencedor do duelo entre os mexicanos Marcos Madrid/Yadira Silva e os equatorianos Alberto Mino/Nathaly Paredes. Do outro lado da chave, estão os chilenos Juan Lamadrid/Paulina Vega, no aguardo ou dos dominicanos Wu Jiaji/Eva Brito ou dos argentinos Horácio Cifuentes/Camila Arguelles


Vale lembrar que o Brasil já tem suas duas equipes garantidas no torneio olímpico de Tóquio-2020. Com isso, tem assegurada a participação de dois atletas nos torneios individuais em cada um dos naipes. O país buscava se classificar também nas duplas mistas, que fará sua estreia no programa olímpico e contará com apenas 16 parcerias, representando ótimas possibilidades de medalha.


Agora, restam duas últimas possibilidades de classificação para o torneio: através de um evento do circuito mundial - ainda não anunciado detalhes e, se de fato ele irá acontecer -, que classificará uma dupla, ou através dos rankings olímpicos, que garantirão mais cinco parcerias. Atualmente, Vitor Ishiy e Bruna Takahashi estão em 40º nesta lista, precisando subir 26 posições para ficar com a vaga.  


Foto de capa: Divulgação/ITTF

Nenhum comentário:

Postar um comentário