Hino da Rússia será substituído por Tchaikovsky em Tóquio-2020 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Hino da Rússia será substituído por Tchaikovsky em Tóquio-2020

Compartilhe


Isinbayeva em prova do salto com vara
Yelena Isinbayeva, bicampeã olímpica do salto com vara. Foto: Sergei Karpuhkin/Reuters

O Comitê Olímpico Internacional (COI) notificou nesta quinta-feira (22) o Comitê Olímpico Russo (ROC) que aceitou sua sugestão para que fosse tocada uma música do compositor Pyotr Tchaikovsky no pódio dos Jogos de Tóquio, no lugar do hino nacional, já que a Rússia está banida dos Jogos e não poderá utilizar seu hino e nem mesmo sua bandeira no megaevento.


Em comunicado à AFP, o órgão máximo do esporte confirmou a mudança e a execução de um fragmento do "Concerto para Piano e Orquestra nº1" quando um atleta russo subir no lugar mais alto do pódio. Como o banimento termina apenas em 16 de dezembro de 2022, a obra será usada também nos Jogos de Inverno em Pequim-2022.


Tchaikovsky escreveu a canção em 1874 e a revisou em 1888. Não é a primeira vez que ela é usada pelos Jogos Olímpicos, o filme do COI sobre Mocou-1980 o utiliza ao retratar a entrada da tocha no estádio. Outra obra-prima do compositor, a canção "Lago dos Cisnes" apareceu em um dos números do encerramento de Sochi-2014.


Além do hino, é proibida a utilização da bandeira russa e o uniforme deve ser neutro. Na sexta-feira (16), a delegação apresentou seu uniforme com as cores da bandeira do país, mas sem o nome que foi trocado pelo símbolo da confederação do ROC.


Foto: Maxim Shipenkov/EFE

Confira um trecho do concerto no vídeo abaixo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário