EUA e Romênia levam campeonato mundial cadete de sabre na esgrima - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

EUA e Romênia levam campeonato mundial cadete de sabre na esgrima

Compartilhe

O Mundial Juvenil e Cadete de esgrima coroou neste domingo seus campeões no sabre na categoria cadete, entre 13 e 17 anos. A Romênia, uma das potências do sabre na década passada, teve um bom desempenho com sua nova geração e Marco Sovar levou o título no masculino, enquanto os Estados Unidos faturou três medalhas, dentre elas o título feminino com Magda Skarbonkiewicz, uma sensação de 15 anos, seguindo a tradição da lenda olímpica Mariel Zagunis.


O sabre masculino romeno que já teve ouro olímpico em Sidney 2000 com Mihai Covaliu, campeão mundial em 2005, pôde finalmente comemorar mais um título mundial, com a vitória de Marco Sovar no mundial cadete, com vitória sobre 15 a 13 diante do sul-coreano Park Junseong. Park teve liderança de 10 a 6 e 11 a 7, mas o romeno acelerou o gás no momento certo e conseguiu uma virada impressionante para levar o título por 15 a 13. 

Além de ter sido uma revanche nacional, já que Park venceu o romeno Radu Nitu, melhor das poules, nas quartas, o sul-coreano sofreu um curioso caso de 'carma', já que teve que sair de um 10 a 6 na semifinal para chegar na decisão.




Marco Sovar, de 16 anos, teve uma fase de grupos com altos e baixos, perdendo três jogos e vencendo três, um deles diante do russo Arseniy Shelekhov, por 5 a 3, que terminaria com o bronze e por pouco não marcou uma revanche na final. Já o vice-campeão Park Junseong também teve três vitórias e três derrotas, tendo inclusive perdido para o brasileiro Renato Saliba, por 5 a 4.

Depois de uma estreia tranquila diante de Yim Tin Long, de Hong Kong (15-9), Sovar enfrentou perigo na segunda rodada quando superou o russo Ivan Tsypin por 15-14. Depois disso venceu o sul-coreano Lee Yehun nas oitavas (15-12) e o espanhol Asier Olangua (15-10) nas quartas. Enquanto Sovar teve uma semifinal tranquila diante do norte-ameircano Colby Harley (15-10), Park passou um sufoco diante de Arseniy Shelekhov.

O russo teve ampla vantagem em 10 a 6 e quando Park torceu o tornozelo, parecia ter perdido as esperanças. Mas o problema físico pode ter lhe dado uma força maior e chegou a empatar em 10 a 10. Shelekov abriu 14 a 12, mas o coreano se aproximou. em 14 a 13, o árbitro deu ponto ao russo, mas após um pedido de vídeo bem-sucedido do coreano, foi marcado simultâneo. Em seguida, Park conseguiu dois ataques bem-sucedidos e virou o jogo para classificar-se à final.


Já na final feminina, Magda Skarbonkiewicz seguiu a tradição norte-americana no sabre iniciada pela bicampeã olímpica (2004 e 2008) e mundial (2009 e 2010) Mariel Zagunis e pela campeã mundial em 2006, Rebecca Ward, e levou a medalha de ouro no cadete, derrotando por sonoros 15 a 7 a russa Yulia Salabai.

Assim como aconteceu com Sovar, Skarbonkiewicz venceu três jogos e perdeu dois na poule, e depois de uma vitória tranquila sobre a austríaca Franziska Tanzmeister (15-3) já na segunda fase, precisou escapar de um 15-14 diante da uzbeque Gulistan Perdibaeva nas oitavas e derrotou a russa Alina Pastukhova por 15-9.

Na primeira semifinal Skarbonkiewic fez 9 pontos seguidos para abrir 9 a 1 e entrou em alerta quando a azeri Zarifa Huseynova chegou a fazer 10 a 8 e 11 a 9, mas conseguiu dar um gás final a vitória fechando em 15 a 9. Na segunda semifinal, susto para a americana Zoe Kim, que precisou de um curativo para o dedo logo no início da partida, e acabou perdendo para Yulia Salabai por 15 a 10 apenas administrou a vitória.


O sabre tem seu último dia no Mundial Juvenil e Cadete de Esgrima com a disputa de equipes juvenis, antes de seguir com as disputas de florete e espada.


No feminino, o Brasil estreia às 3h30 contra a Índia, e a equipe vencedora desafia a principal favorita Rússia nas oitavas às 4h40. A delegação brasileira é composta por Isabela Chen, Luana Pekelman e Pietra Chierighini. 


Já o time masculino, composto por Matheus Becker, Marcos Gomez, Renato Saliba e Gabriel Vasques, entra em pista às 4:10 contra o Azerbaijão. Quem vencer enfrenta a Ucrânia nas oitavas, a partir das 5:20.


Surte +: Gosta de nosso trabalho? Participe da campanha em prol do jornalismo esportivo independente e Ajude o Surto Olímpico a carimbar sua vaga e estar em Tóquio

Fotos: Divulgação / Federação Internacional de Esgrima (FIE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário