Brasil melhora tempos dos revezamentos 4x100 livre feminino e 4x100 medley misto no ranking de repescagem da FINA - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Brasil melhora tempos dos revezamentos 4x100 livre feminino e 4x100 medley misto no ranking de repescagem da FINA

Compartilhe

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) realizou, neste domingo, uma tomada de tempo para os revezamentos 4x100m livre feminino e 4x100m medley misto, com o objetivo de tentar uma vaga olímpica nas duas provas. 

Cada prova de revezamento nos Jogos Olímpicos tem 16 equipes. Os 12 primeiros colocados do Mundial de Esportes Aquáticos de 2019 garantem vaga automática. As quatro últimas vagas são definidas em uma repescagem, através de um ranking feito pela Federação Internacional de Natação (FINA) com os melhores tempos dos países ainda não classificados. 

No revezamento 4x100m livre feminino, o Brasil melhorou seu tempo no ranking, marcando 3:38.59, voltando à segunda posição. A equipe formada por Larissa Oliveira, Ana Carolina Vieira, Etiene Medeiros e Stephanie Balduccini teve um bom desempenho com todas as nadadoras fazendo sua parte do revezamento abaixo de 55 segundos. 

Ranking Repescagem Rev. 4x100 Livre Feminino:
1. França 3:35.64
2. Brasil 3:38.59
3. África do Sul 3:40.29
4. Cingapura 3:40.92


A equipe do 4x100m medley misto foi formada por Guilherme Basseto (costas), Felipe Lima (peito), Giovana Diamante (borboleta) e Larissa Oliveira (livre). Com um tempo de 3:45.51, o grupo quebrou o recorde sul-americano da prova e subiu para o terceiro lugar do ranking da repescagem. Destaque para o tempo de Guilherme Basseto, que melhorou em relação à final dos 100m costas masculino e fez sua nova marca pessoal (53.68).

Ranking Repescagem Rev. 4x100 Medley Misto:
1. China 3:38.41 (Recorde Mundial)
2. Japão 3:44.75
3. Brasil 3:45.51 (Recorde Sul-Americano)
4. Coreia do Sul 3:47.92

As últimas vagas dos revezamentos serão confirmadas no fechamento do período de qualificação da FINA, em 27 de junho. Até lá, o Brasil vai ter que secar seus adversários em algumas competições como o Europeu de Esportes Aquáticos, que acontece em maio, na Hungria. 

Com o fim da Seletiva Olímpica, o Brasil já tem 18 nadadores classificados para Tóquio 2020. 16 homens e 2 mulheres. A equipe pode chegar a 27 atletas, com a classificação de todos os revezamentos femininos. Confira a lista dos atletas classificados e dos que ainda tem chance de irem aos Jogos Olímpicos:

Nadadores brasileiros classificados para Tóquio 2020
Feminino:
Beatriz Dizotti: 1500m livre
Betina Lorscheitter: 1500m livre

Masculino:
Bruno Fratus: 50m livre
Guilherme Costa: 400m, 800m e 1500m livre
Felipe Lima: 100m peito e 4x100m medley e 4x100m medley misto (peito)
Fernando Scheffer: 200m livre e 4x200m livre
Breno Correia : 200m livre, 4x100m e 4x200m livre
Murilo Sartori: 4x200m livre
Luiz Altamir: 4x200m livre
Guilherme Basseto: 100m costas, 4x100m medley e 4x100m medley misto (costas)
Guilherme Guido: 100m costas
Leonardo de Deus: 200m borboleta
Pedro Spajari: 100m livre, 4x100m livre e 4x100 medley (livre)
Marcelo Chierighini: 4x100m livre
Caio Pumputis: 200m medley
Vinícius Lanza: 200m medley
Gabriel Santos: 100m livre e 4x100m livre
Matheus Gonche: 100m borboleta

Nadadoras aguardando a confirmação das vagas dos revezamentos:
Etiene Medeiros - 4x100m livre e 4x100m medley (costas)
Larissa Oliveira - 4x100m e 4x200m livre, 4x100m medley e 4x100m medley misto (livre)
Stephanie Balduccini - 4x100m livre
Ana Carolina Vieira - 4x100m livre
Aline Rodrigues - 4x200m livre
Gabrielle Roncatto - 4x200m livre
Nathália Almeida - 4x200m livre
Giovana Diamante - 4x100m medley e 4x100m medley misto (borboleta)
Jhennifer Conceicão - 4x100m medley (peito)

Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário