Argentina desiste de receber o Sul-Americano de Atletismo - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Argentina desiste de receber o Sul-Americano de Atletismo

Compartilhe


A Confederação Argentina de Atletismo (CADA) anunciou na noite da segunda-feira (26) que desistiu de organizar o 52º Campeonato Sul-Americano da modalidade, que estava previsto para o período de 14 a 16 de maio, em Buenos Aires. 

A decisão foi tomada depois que as autoridades sanitárias do país não permitiram a realização do evento em função do agravamento da pandemia da COVID-19. O Brasil já fez contato com a Atletismo Sul-Americano (ex-Consudatle) e manifestou o interesse em ser sede do evento, mas terá de encontrar local em condições também em função da pandemia.

Na nota emitida pelos dirigentes da CADA, a desistência foi causada também porque a “tendência é de um quadro mais grave” num futuro próximo, “o que torna impossível o adiamento por breve prazo”.

O documento diz também que o governo argentino adiantou a sua intenção de colaborar com seus atletas com a provável viagem para outro país. Antes de cancelar o evento, os organizadores ainda tentaram transferir a sede de Buenos Aires para Concepción del Uruguay, onde recentemente foram disputados três GPs Sul-Americanos. As autoridades sanitárias, porém, estenderam a proibição para toda a Argentina.

A CBAt entrou em contato com a Atletismo Sul-Americano manifestando o interesse em ser a nova sede do campeonato ainda na noite de segunda-feira. "Nós já demonstramos o interesse em receber o evento, mas precisamos encontrar um local que aceite sediar, em virtude das restrições sanitárias", confirmou Wlamir Motta Campos, presidente do Conselho de Administração da entidade.

A CBAt também trabalha para a definição de data e local em seu calendário para o Grand Prix Brasil, um GP sul-americano com pontuação D. "Esse evento será num modelo reduzido e já está aprovado pela World Athletics. O problema é o mesmo encontrar uma sede em condições de receber em virtude das restrições sanitárias", acrescentou o dirigente.

O Campeonato Sul-Americano é muito importante para o ranking de pontos da World Athletics, uma forma de qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Além da alta pontuação, o título sul-americano assegura ao campeão vaga para o Campeonato Mundial de 2022, que acontecerá em Eugene, nos Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário