ATP cria circuito Challenger regionalizado para o tênis sul-americano - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

ATP cria circuito Challenger regionalizado para o tênis sul-americano

Compartilhe

A Associação de Tenistas Profissionais (ATP) anunciou nesta terça-feira (16), um circuito regionalizado dentro do ATP Challenger Tour. Denominado ‘Legião Sul-americana’, a série trará diversos eventos de tênis a América do Sul, a partir do dia 12 de abril, com um torneio em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia


Idealizado pelo ex-tenista argentino Horacio de la Peña (ex-número 31 do mundo), o circuito Legião Sul-americana tem o intuito de dar mais oportunidades para os atletas de nível Challenger, além de aumentar a exposição do continente dentro da modalidade. A série já conta com quatro eventos programados em quadras de saibro entre abril e maio. Confira abaixo. 


Arte: Surto Olímpico

Líder da iniciativa, De la Peña falou ao site da ATP sobre o novo projeto. “Conversei com muitos jogadores e todos eles me dizem a mesma coisa: que precisamos de mais oportunidades na América do Sul. Como tenista profissional vindo daqui, sei que é muito difícil crescer sem isso. Estamos criando um circuito onde os sul-americanos podem viajar com seus treinadores”.  


De la Peña tem como objetivo estabelecer ao menos 12 torneios neste circuito em 2021, mirando expansões nas próximas temporadas. Ele explicou que os eventos serão adotados de forma estratégica, visando à preparação de tenistas sul-americanos para os Grand Slams


Os quatro torneios iniciais servem como preparação para Roland Garros. O Brasil ficou de fora da primeira lista. No entanto, nosso país poderá receber um torneio em quadra de grama, como preparação para Wimbledon e dois em piso duro, antes do US Open, de acordo com os organizadores. 


“Conversei com caras como Gustavo Kuerten, Nicolas Lapentti, Luis Horna e Santiago Giraldo sobre a organização de torneios em seus países. Pablo Cuevas e Hugo Dellien continuam jogando, mas eles estão ajudando também. Mariano Zabaleta e Agustin Calleri vão organizar os torneios na Argentina e Juan Monaco vai ajudar no torneio que planejamos em Punta del Este, Uruguai. Todos queriam fazer alguma coisa pelo tênis na América do Sul, mas eles não sabiam como. Nós demos a eles um motivo para continuar no tênis, mas com um propósito", revelou De la Peña. 


Com a pandemia de coronavírus ganhando cada vez mais força em território sul-americano, o ex-tenista disse ainda que pensa em criar bolhas para receber os atletas em segurança nos torneios. "Estou pensando em bolhas, máscaras faciais, fazer com que os jogadores se sintam confortáveis e seguros. Tudo o que fizermos incluirá máscaras faciais e distanciamento social. Temos que levar essas coisas muito a sério e esse é o meu foco principal. Estou confiante de que podemos fazer isso um grande sucesso". 


Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário