André/George e Alison/Álvaro Filho farão a final na oitava etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia masculino - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

André/George e Alison/Álvaro Filho farão a final na oitava etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia masculino

Compartilhe


Ausentes na última etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 20/21, André/George (ES/PB) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB) voltaram à competição com força total. As duas duplas se enfrentam na final da oitava etapa masculina nesta quinta-feira (25), logo depois da disputa pelo terceiro lugar entre Arthur Mariano/Adrielson (MS/PR) e Lipe/Anderson Melo (CE/RJ), que começa às 10h. Os dois jogos acontecem na arena montada no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

Recuperados da COVID-19 que os afastou da última etapa, André Stein (ES) e George (PB) chegam à quinta final da edição 20/21 do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia. Atuais campeões brasileiros, líderes do ranking e donos de três títulos na temporada, eles abriram o dia com vitória sobre Felipe Cavazin/Luciano (PR/ES) por 21/19 e 21/17. À noite, eles superaram Arthur Mariano/Adrielson (MS/PR) nas semifinais por 2 sets a 0 (21/16 e 21/18).

“Estamos felizes demais. Voltamos de 15 dias parados devido à COVID-19. Agradecer à CBV pelo suporte, ficamos 10 dias aqui (em Saquarema), com alimentação – até demais (risos). Tivemos uma semana de preparação para esta etapa. A equipe do CT Cangaço mais uma vez cobrando 150%, e a gente tentando fazer nosso melhor. A gente sabe que ainda não está no melhor, mas chegar em uma final assim já mostra o potencial da nossa equipe”, disse André Stein.

Alison e Álvaro Filho (ES/PB), que não disputaram a etapa de fevereiro por causa do nascimento de Catarina, filha do campeão olímpico, chegam à decisão pela terceira vez nesta edição do Circuito Brasileiro. Com dois títulos na temporada, eles derrotaram Leo Gomes/Gabriel Gouvêia (RJ) por 2 sets a 0 (21/14 e 21/19) nas quartas de final. Nas semifinais, outra vitória por 2 a 0 (21/15 e 21/14), desta vez contra Lipe/Anderson Melo (CE/RJ), que jogaram o qualifying e chegaram até a disputa por medalhas.

“A preparação está sendo muito forte. Ano difícil também, a gente não sabe o que vai acontecer. A programação da comissão técnica fica semana após semana. Mas queria aqui dar os parabéns para o Lipe, para o Anderson, para a equipe deles, porque o que eles fizeram é muito difícil fazer. Principalmente pela humildade, pela história do Lipe. Sair de um qualifying e chegar em uma semifinal, respeitando todo mundo e jogando com muita humildade”, destacou Alison.

Foto: Wander Roberto/INOVAFOTO/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário