Grécia e Montenegro avançam à final do Pré-Olímpico de polo aquático e se garantem em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Grécia e Montenegro avançam à final do Pré-Olímpico de polo aquático e se garantem em Tóquio 2020

Compartilhe



As seleções nacionais masculinas de polo aquático de Grécia e Montenegro conquistaram neste sábado (20) vagas aos Jogos Olímpicos de Tóquio, ao se garantirem na final do torneio Pré-Olímpico, disputado em Roterdã, nos Países Baixos. Enquanto a Grécia despachou a Rússia no tempo normal de sua semifinal, Montenegro precisou da disputa de pênaltis para passar pela Croácia. Os derrotados deste sábado se enfrentarão no domingo valendo a última classificação aos Jogos.

Montenegro e Croácia protagonizaram o duelo mais aguardado do dia: de um lado, o melhor ataque da competição (Croácia, com 104 gols marcados até então); do outro, a melhor defesa (Montenegro, com 32 gols sofridos até então). Todas as expectativas foram bem preenchidas e o jogo foi repleto de emoções. As duas equipes se alternaram no placar durante todo o tempo e a maior vantagem da partida foi de dois gols, quando Montenegro abriu 7 a 5 no meio do terceiro quarto.

Tamanho era o equilíbrio que os croatas conseguiram se recuperar e já apareciam a frente do placar no início do último período (9 a 8). Após um gol para cada lado, a equipe chegou até a reta final do duelo em vantagem (10 a 9). No entanto, tomou o empate a 24 segundos do fim, em 10 a 10, e a decisão foi para os pênaltis. Lá, brilhou a estrela montenegrina, com vitória por 4 a 2, que garantiu a seleção nacional em sua quarta edição olímpica da história.

O detalhe é que estes foram os primeiros atletas de Montenegro classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Agora, sua delegação é composta por 13 esportistas. Vale destacar que, desde que tornou-se independente e passou a participar de forma própria em Olimpíadas, a partir de Pequim-2008, o país balcânico sempre competiu no polo aquático, ficando em quarto lugar nas três edições anteriores.

Ao lado dos montenegrinos estarão os gregos, que tiveram mais facilidade para se garantir nos Jogos. Dominante desde o início, a seleção helênica passou pela Rússia - que até então estava invicta na competição -, por 13 a 10. A equipe sempre esteve a frente do placar, ainda que pela vantagem mínima, até que deslanchou na reta final do terceiro quarto e não foi mais surpreendida.



Sexto colocado na Rio-2016, o polo aquático grego fará sua 16ª participação olímpica em Tóquio 2020, a 11ª de forma seguida - participa de forma ininterrupta desde Moscou-1980. Assim como Montenegro, a melhor colocação do país na modalidade foi um quarto lugar, quando foi anfitriã em Atenas-2004. Somando mais 13, a Grécia, que abre a Parada das Nações da cerimônia de abertura, agora tem 41 atletas em sua delegação na Olimpíada japonesa.

Apesar de já terem cumprido o objetivo essencial, Montenegro e Grécia se enfrentarão neste domingo, na grande final do torneio. Vale destacar que as duas equipes fizeram parte do grupo A na primeira fase da competição, que também continha o Brasil. A equipe verde-amarela sofreu com problemas de logística para chegar nos Países Baixos, ocasionados pela Covid-19, e foi eliminada após ser derrotada em seus quatro duelos.

Perdedores das semifinais, Croácia e Rússia também jogarão neste domingo, na disputa do terceiro lugar, que valerá a última vaga a Tóquio. A Croácia é atual vice-campeã olímpica, enquanto a Rússia não participa dos Jogos desde 2004. Caso a seleção russa se classifique, não competirá pela bandeira de seu país na capital japonesa, mas sim pelo nome de Comitê Olímpico Russo (ROC)

Ainda no domingo, serão realizados os sorteios das chaves olímpicas. Além de Grécia e Montenegro, estão classificadas África do Sul, Austrália, Cazaquistão, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Itália, Japão e Sérvia. As doze equipes serão divididas em dois grupos de seis, com os quatro primeiros avançando às quartas de final.

Fotos: Divulgação/FINA

Nenhum comentário:

Postar um comentário