Ashleigh Barty volta às quadras com o título do WTA 500 Yarra Valley Classic - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ashleigh Barty volta às quadras com o título do WTA 500 Yarra Valley Classic

Compartilhe

A atual número 1 do mundo, Ashleigh Barty (AUS), conquistou o título do WTA 500 de Melbourne (Yarra Valley Classic). Ela bateu na decisão a tenista Garbine Muguruza (SPA), por 2 sets a 0, com placar de 7-6 (3) e 6-4, em 1h47 de partida.


A jogadora australiana estava longe das quadras desde o fim de fevereiro de 2020, quando disputou o Catar Open, seu último torneio antes da pandemia de coronavírus. Preocupada com a situação de calamidade mundial, a atleta sequer foi à França defender seu título de Roland Garros no ano passado, retornando ao circuito apenas nesta série de eventos em seu país, já em 2021. 


Surte +Rússia dá show com Rublev e Medvedev e conquista título da ATP Cup 2021


O jogo


Apesar da vitória, Barty não teve vida fácil ao longo da partida. Quem obteve a primeira quebra de saque, foi justamente sua rival da ocasião, Muguruza, que abriu vantagem ainda no terceiro game. A australiana conseguiu buscar o empate no sexto game, levando o placar ao 3-3. 


A tenista espanhola voltou a quebrar o serviço de Barty, desta vez no nono game. Mas a pressão foi cortada com a rápida reação da australiana, que empatou o jogo. Com tanto equilíbrio, a parcial precisou ser decidida no tiebreak. 


Demonstrando maior solidez, Barty levou a melhor no desempate, fechando em 7 a 3, para vencer o primeiro set por 7-6. 


Empurrada pela vitória no tiebreak anterior, Barty já começou a nova parcial efetuando a quebra de saque. Mas Muguruza não se rendeu facilmente, empatando o jogo em 3-3. 


Perto dos momentos decisivos do jogo, Barty voltou a pressionar a tenista espanhola, que cedeu nova quebra de serviço. Bastou a australiana confirmar seu saque seguinte para anotar 6-4 no placar e confirmar a conquista do título. 


Barty disparou 11 aces contra apenas 2 de Muguruza. A efetividade dos pontos ganhos quando jogados com o primeiro saque também foi maior para a número 1 do mundo, que teve 77,5% de aproveitamento, contra 53,3 da adversária. 


Foto: Reprodução/WTA 


Nenhum comentário:

Postar um comentário