Técnico da Seleção Brasileira faz análise positiva do momento dos atletas com chances de disputar os Jogos de Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Técnico da Seleção Brasileira faz análise positiva do momento dos atletas com chances de disputar os Jogos de Tóquio

Compartilhe




Um resultado geral bem positivo. Dragos Stanica, técnico da Confederação Brasileira de Levantamento de Pesos (CBLP), acompanhou bem de perto o desempenho de alguns dos atletas olímpicos brasileiros, na única competição do segundo semestre, a Copa Brasil – Etapa Rio de Janeiro, que foi realizada com portões fechados, na capital fluminense, neste mês de dezembro.


Após o torneio, Stanica consegue ter um panorama bem claro do momento de cada atleta. E divide os principais nomes do Brasil no Levantamento de Pesos em dois grupos: um de atletas que tentam se preservar para competir em alto nível nas competições importantes do próximo ano e o de atletas que buscam aumentar o resultado expressivamente, mostrando alto nível no momento.


Entre os sete atletas com chances olímpicas, Luana Madeira (49kg) não competiu no segundo semestre, enquanto Fernando Reis (+109kg) permaneceu treinando nos Estados Unidos. Natasha Rosa (49kg), Rosane Santos (55kg), Jaqueline Ferreira (87kg), Serafim Veli (87kg) e Marco Túlio Gregório (96kg) disputaram a Copa Brasil.


Entre todos os atletas avaliados, Stanica destacou a participação de Marco Túlio: “Ele conseguiu um novo recorde pessoal, de 170kg no arranco. Foi o atleta que apresentou a melhor forma. Ele, Natasha e Fernando fazem parte do grupo de atletas que tentam aumentar o resultado expressivamente. Nathasha praticamente repetiu seu melhor resultado, com somente três quilos de peso corporal a mais, resultado, em geral, considerado muito positivo. O Fernando está recuperando cada vez sua forma física e está quase a cem por cento”.


O técnico romeno, que comanda a Seleção Brasileira, também viu pontos muito positivos no desempenho do grupo que busca conservar a forma para 2021: “Rosane e Jaqueline competiram em uma categoria superior, mas não apresentaram nenhum problema grave com o peso corporal, apresentando uma boa forma para atual período. Serafim Veli, sem problemas de peso corporal, apresentou um desempenho técnico muito bom e se apresentou sem nenhum problema físico”, ressaltou.


Dragos Stanica também fez uma avaliação de nomes que podem entrar na categoria dos olímpicos em 2024: “Entre os pretendentes para ingressar na Seleção olímpica no futuro, notamos a evolução neste ano da Amanda Schott, categoria 87kg. Com um bom preparo técnico, essa atleta pode evoluir bastante e se tornar uma peça importante para Brasil”.


Foto: COB/Washington  Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário