Osasco atropela Minas na Superliga de Vôlei feminino; SESI Bauru e Pinheiros ganham na rodada - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Osasco atropela Minas na Superliga de Vôlei feminino; SESI Bauru e Pinheiros ganham na rodada

Compartilhe




A sexta rodada do turno da Superliga 20/21 feminina começou na sexta-feira (27) com três partidas. E no confronto entre invictos, melhor para o Osasco que venceu, fora de casa, o Minas por 3 sets a 0 (25/15, 25/16 e 25/20), na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). 


Esta foi a sexta vitória consecutiva do time paulista nesta edição da Superliga Banco do Brasil, que com o resultado quebrou a invencibilidade mineira. Osasco agora soma 18 pontos e assume a primeira posição. No duelo na capital mineira a oposta Tandara foi a maior pontuadora do confronto com 16 acertos, e a levantadora Roberta foi eleita a melhor do jogo por votação popular no site e no aplicativo da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), e levou o Troféu Viva Vôlei. A atleta destacou a importância da estratégia traçada para o duelo e a eficiência do bloqueio – foram 15 pontos neste fundamento para as visitantes. 


“Nós viemos muito preparadas e concentradas para este jogo. Sabemos a potência que é este time do Itambé/Minas e a dificuldade. Nos nossos estudos vimos a dificuldade que é bloquear o time delas. Então viemos com uma tática de sacar forte, para tirar o ataque de meio, especialmente com a Thaísa, que é um dos trunfos do Minas. Foi muito importante não termos nos distraído em momento nenhum e sair daqui com uma vitória importante”, avaliou a levantadora. 


Após o jogo o treinador do Osasco, Luizomar de Moura, também chamou a atenção para a disciplina tática da equipe. 


“Parabéns para a nossa equipe pela forma que atuou hoje. Nos preparamos para diminuir as ações das centrais. Estudamos muito, trabalhamos muito e ainda temos um longo processo de crescimento pela frente ainda”, contou Luizomar. 


O próximo compromisso do Osasco será na terça-feira (01/12) contra o SESC Flamengo, no José Liberatti, em Osasco (SP), às 21h30. Na quarta-feira (02/12) o Minas visita o SESI Bauru (SP), no Panela de Pressão, em Bauru (SP), às 21h30. 


Vitórias de SESI Bauru e Pinheiros


A rodada começou com a primeira vitória do Pinheiros na competição. A equipe da capital paulista venceu o São Caetano por 3 sets a 0 (25/14, 25/23 e 25/18), no Lauro Gomes, em São Caetano do Sul (SP), e subiu para a oitava posição. A ponteira Natália Monteiro, do Pinheiros, foi a maior pontuadora com 12 acertos, enquanto a companheira de clube Pri Souza ficou com o Troféu Viva Vôlei. 


Em São José dos Pinhais (PR) o SESI Bauru se recuperou do revés da rodada anterior, e venceu o São José dos Pinhais por 3 sets a 0 (29/27, 25/17 e 25/16). Com o resultado o time do interior paulista se manteve em quarto, mas agora soma 14 pontos. A oposta Polina Rahimova foi o principal nome da vitória fora de casa para o time de Bauru. Ela anotou 18 pontos (sete de saque e 11 de ataque) para se tornar a maior pontuadora, e ainda levou o Troféu Viva Vôlei. 


Em jogo isolado neste sábado (28.11) o Praia Clube enfrenta o Fluminense, às 19h, na Arena Praia, em Uberlândia (MG).

Dois jogos da rodada precisaram ser adiados em razão da COVID-19, SESC Flamengo e Brasília Vôlei (DF) tiveram quatro atletas diagnosticadas com a doença e, seguindo o protocolo firmado no início da temporada, pediram a remarcação dos confrontos. O Sesc RJ Flamengo jogará com o são Paulo/Barueri (SP) no dia 8 de dezembro, enquanto o Brasília Vôlei encontrará o Curitiba Vôlei somente no dia 29 do mesmo mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário