Minas e Pinheiros decidirão a Copa Brasil Interclubes de Judô - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Minas e Pinheiros decidirão a Copa Brasil Interclubes de Judô

Compartilhe




O título inédito da primeira Copa Brasil Interclubes de Judô será decidido num duelo de gigantes do judô brasileiro. As equipes do Esporte Clube Pinheiros e do Minas Tênis Clube bateram o SESI-SPe o Clube Paineiras do Morumby, respectivamente, nas semifinais deste sábado e se enfrentarão no domingo (29) pela medalha de ouro. 


As disputas por bronze e final acontecerão neste domingo, a partir das 14h, na arena montada no Centro de Treinamento do Futebol Clube Ska Brasil, em Santana de Parnaíba, SP. As delegações e organizadores estão isolados no CT desde quarta-feira, depois de passarem por testes de COVID-19 (PCR) e seguem protocolos de segurança e de saúde da comissão médica da CBJ e das autoridades sanitárias locais. 


“O Judô merece essa organização, essa competição impecável em todos os aspectos, desde a chegada aqui ao centro de treinamento, as competições, o carinho que toda a equipe tem com todos os times. Está sendo fantástico, uma experiência inédita, e acredito que deve acontecer mais vezes eventos como esse, pois o Judô merece”, elogiou o técnico do Minas Tênis, Fulvio Miyata. 


Seis clubes participaram da competição, que começou na quinta-feira. A Sogipa (RS) e o Instituto Reação (RJ) ficaram fora ainda na fase de grupos. SESI (SP), Paineiras (SP), Pinheiros (SP) e Minas (MG) avançaram às semifinais. 


No domingo (29), os confrontos começarão pela disputa de bronze entre SESI-SP e Paineiras. Logo na sequência, Minas e Pinheiros se apresentarão para a grande final. 


Abrindo o dia a semifinal entre Pinheiros e SESI-SP. Beatriz Souza (Pinheiros/+70kg) imobilizou Giovanna Fontes (SESI/+70kg), com apenas 40 segundos de combate. Em seguida, Jonas Inocêncio (Pinheiros/+90kg) aplicou um estrangulamento em Guilherme Cabral (SESI/+90kg), ampliando o placar. Também por imobilização, Ketelyn Nascimento (Pinheiros/57kg) venceu Catarina Silva (SESI/57kg) e fez o terceiro ponto do Pinheiros. Fechando a conta, Marcelo Contini (Pinheiros/73kg) derrotou Michael Marcelino (SESI/73kg) por ippon com uma chave de braço e garantiu ao Pinheiros a primeira vaga na final e a vitória por 4-0.


No duelo pela segunda vaga da final, entre Minas e Paineiras, Sarah Nascimento (Minas/+70kg) abriu o placar para a equipe mineira após vencer Paula Silveira (Paineiras/+70kg) por ippon. Deixando tudo igual no confronto, Rafael Buzacarini (Paineiras/+90kg) projetou Juscelino Junior (Minas/+90kg) marcando um waza-ari, no golden score. Em luta eletrizante, Maria Taba (Minas/57kg) imobilizou Kamilla Silva (Paineiras/57kg) e colocou o Minas à frente novamente. 


O Paineiras reagiu, com Eduardo Katsuhiro (Paineiras/73kg), que forçou 3 punições a Julio Koda Filho (Minas/73kg). Millena Silva (Minas/70kg) venceu Maria Eduarda Diniz (Paineiras/70kg) por ippon e colocou a equipe mineira na frente por 3 a 2. Por ippon, Eduardo Bettoni (Minas/90kg) definiu o confronto ao vencer Jose Basile (Paineiras/90kg), classificando o Minas Tênis Clube para a grande final com o placar de 4-2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário