Guia NBB 2020/21 - Pinheiros - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia NBB 2020/21 - Pinheiros

Compartilhe





Participações no NBB – 12

Melhor colocação – Terceiro lugar em 2010/11 e 2011/12

Na temporada 2019/2020 –

Elenco: 

Armadores: #1 Tiago Faria 1,78m 17 anos / #2 Gabriel 1,79m 18 anos / #9 Jonas Buffat 1,91m 20 anos / #31 Mauro Zubiaurre (URU) 1,88m 26 anos

Alas: #7 Danilo Sena 1,96m 21 anos / #17 Elvis Filho 1,87m 18 anos / #19 Humberto 1,96m 25 anos / #28 Valter 1,97m 19 anos / #6 Jamison 1,97m 20 anos / #14 Rafael Munford 1,95m 22 anos / #93 Landon Atterberry (USA) 1,98m 27 anos / #10 Gustavo Basílio 1,93m 28 anos

Pivôs: #11 Guilherme Teichmann 2,03m 37 anos / #12 Daniel Souza 2,10m 20 anos / #13 Maicon Douglas 2,05m 20 anos / #21 Welsey Sena 2,10m 24 anos

Provável quinteto titular 


Destaque – Humberto: O ala volta para o Pinheiros após 4 temporadas com o objetivo de liderar a equipe. Considerado grande promessa na base, Humberto não chegou a explodir como se esperava. Mas suas qualidades serão cruciais para a equipe como a sua versatilidade em jogar nas posições 1,2 e 3 e ser bom defensor. Ser mais agressivo na parte ofensiva também será importante. Ao lado de Teichmann será um dos líderes da equipe na temporada


O gringo – Landon Atterberry: Estreando no NBB após passagens pelo basquete chileno e mexicano, Atterberry vem pra ser o principal pontuador da equipe. Extremamente atlético e veloz - segundo sites estrangeiros -, a expectativa é que o estadunidense rasgue as defesas adversárias com suas infiltrações e seja a foça motriz ofensiva da equipe paulista, pra poder sonhar com os playoffs neste NBB.


Fique de olho – Jonas Buffat: O jovem armador terá muitos mais minutos do que teve em sua primeira temporada no NBB e com isso, aumenta sua responsabilidade. Versátil - jogas nas posições 1 e 2, bom nos arremessos, ele terá papel importante no Pinheiros e sua evolução será importante para a equipe conseguir chegar nos playoffs.



Técnico
– David Pelosini:
Bicampeão do LDB - Liga de desenvolvimento para jogadores até 22 anos - com o Pinheiros, Pelosini vai ter no adulto quase o mesmo grupo que teve quando foi campeão na base. E já conhecer muitos dos seus comandados poderá ser um fator importante para ele e para os jovens que terão uma responsabilidade maior nessa temporada. Como não se espera que ele repita no NBB os títulos da base logo na primeira temporada, ele poderá moldar a essa equipe aos pouco, com ajuda dos veteranos para buscar os playoffs.


Análise: Se você já leu o guia das outras equipes do estado de São Paulo, com certeza já encontrou isso escrito: Equipe com orçamento reduzido nessa temporada por conta da pandemia de covid-19, que aposta na base – o Pinheiros não foge a essa regra, mas tem o adicional de quase não ter se inscrito para esta edição do NBB. E se tem uma equipe além do Paulistano que pode se vangloriar de sua base fortíssima é a equipe do Pinheiros: Eles são os atuais bicampeões do LDB (Liga de desenvolvimento para jogadores até 22 anos) e vão para essa temporada com a equipe com a menor média de idade da história do NBB, 21 anos.


E para liderar essa equipe, David Pelosini, técnico que comandou o bicampeonato do Pinheiros no LDB vai ter um grande desafio. E para ajudar nas promessas como Jonas Buffat, Danilo Sena e Daniel Souza, o Pinheiros contratou o experiente Teichmann, os alas Humberto e Gustavo Basílio, e o americano Atterberry e o uruguaio Zubiaurre, para segurar as pontas para não sobrecarregar os jovens


Previsão: não há muito o que esperar do Pinheiros nessa temporada, já que é um daqueles times que podemos dizer que é para o futuro, não para o agora. Se não tivermos algum jovem da equipe explodindo e dando show em quadra A briga para entrar nos playoffs deve ser a realidade para a equipe, com o fim da tabela como destino se tudo der errado.


Fotos: Divulgação/LNB, Facebook Pinheiros e Victor Lira/ FPB


Nenhum comentário:

Postar um comentário