Guia da Superliga Masculina de Vôlei 2020/21 - Sada/Cruzeiro - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia da Superliga Masculina de Vôlei 2020/21 - Sada/Cruzeiro

Compartilhe


De Minas Gerais temos, sem dúvidas, a equipe mais tradicional do voleibol brasileiro, com 14 anos de história: o Sada/Cruzeiro. A afirmação do Surto Olímpico é sem titubear, já que o time é conhecido como “campeão de tudo” e não é à toa. Só de Superliga, são seis títulos, sem contar os onze canecos do Campeonato Mineiro, o heptacampeonato sul-americano e os três títulos mundiais.

Além disso, o trabalho de base do Sada é repleto de conquistas, que começam ainda nos projetos sociais que atendem a centenas de crianças mineiras. O conjunto de trabalho esportivo a longo prazo, somado com gestão e patrocínio estruturado, faz com que a equipe mineira cheire a vitórias e sempre entre como favorito em qualquer competição que dispute. A experiência e tradição do clube são certamente os pontos chaves dessa equipe. 

Na última temporada, o time celeste liderava a Superliga até ela ser interrompida pelo novo coronavírus. Para esta nova temporada, a base da equipe é a mesma, com nomes como o levantador Cachopa, o ponteiro argentino Facundo Conte e o central Isaac. As mudanças ficam por conta da chegada de três ótimos nomes para a equipe cruzeirense: o levantador Rhendrick, o ponteiro López e o oposto Alan.

Time cruzeirense tem espírito vencedor (Foto: Agencia i7)

O levantador Rhendrick é cria da base da equipe e, aos 21 anos, terá sua grande chance no profissional para atuar nas inversões do comandante Marcelo Méndez. Nos últimos anos, o Cruzeiro emprestou o jovem curitibano para ganhar rodagem em Lavras, Juiz de Fora e América Vôlei, onde foi titular e fez boa temporada. Suas boas atuações, inclusive, renderam uma convocação para a Seleção Brasileira adulta.

De Cuba vem outra grande aposta: o ponteiro Miguel López. Aos 23 anos, Miguel terá uma grande oportunidade de mostrar seu potencial na forte liga brasileira, depois de ter atuado bem em sua passagem pelo UPCN, da Argentina. Desde 2015, ele ajuda a trazer bons resultados para a base cubana e agora substitui o canadense Perrin no time celeste.

Outro reforço importantíssimo é Alan. O oposto, que brilhou com a camisa da seleção brasileira em 2019, foi revelado na base do Sada. Ele retorna à Minas Gerais depois de três anos no Sesi-SP e com um protagonismo criado em sua primeira passagem. O fluminense de São João de Meriti vem substituindo Evandro, que está no Kuwait.

A temporada começou agitada para o Cruzeiro, que disputou três competições em um intervalo de um mês. A primeira delas foi o Campeonato Mineiro, vencido pelo clube celeste após vitória sobre o Minas na decisão. Na sequência, dois vice-campeonatos, tanto no Troféu Super Vôlei, quanto na Supercopa. Em ambos os torneios, o time mineiro perdeu na decisão para o Taubaté, seu grande rival dos últimos anos.

Apostando na força de um elenco estrelado e no espírito vencedor, o Sada/Cruzeiro está acostumado a conquistar títulos e promete manter essa escrita por mais uma temporada.

ELENCO






Técnico: Marcelo Mendez (56 anos)

No comando do Curuzeiro, está o renomado técnico argentino Marcelo Méndez. Aos 56 anos, e tendo vivido 11 deles em Minas Gerais liderando o Sada/Cruzeiro, o treinador é a cara do projeto, buscando sempre a excelência em cada competição. Seu currículo dispensa novas apresentações, já que os próprios títulos com a equipe mineira o resumem bem. Prova disso foi a contratação da Argentina para o técnico comandar a seleção de seu país natal em 2018.


(Foto: Agência i7)

Surte + Volte para a página central do Guia

Foto de capa: Twitter/sadacruzeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário