Guia da Superliga Feminina de Vôlei 2020/21 - Sesi/Vôlei Bauru - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia da Superliga Feminina de Vôlei 2020/21 - Sesi/Vôlei Bauru

Compartilhe

A Associação Vôlei Bauru nasceu em 2005, mas apenas em 2015 foi campeão da Superliga B e garantiu acesso na elite do vôlei nacional. Após algumas temporadas com campanhas razoáveis, chegando aos play-offs, o time firmou, em 2018, uma parceria com o Sesi, mudando seu nome para Sesi Vôlei Bauru e aumentando seu investimento na modalidade. 

Partindo para sua sexta participação na elite de Superliga, o time bauruense pretende parar de bater na trave, já que ficou com a 4ª posição na temporada 2018/2019 e encerrou a etapa classificatória também em 4º lugar na última edição, interrompida devido à pandemia de Covid-19. O título paulista de 2018 é a única conquista de destaque da equipe em sua trajetória na modalidade.

Para finalmente conquistar um título nacional, o Sesi Bauru renovou com a base da última temporada: a levantadora Dani Lins, a ponteira Tiffany, as centrais Mayhara e Adenízia e a oposta azeri Polina Rahimova seguiram no time. O time ainda pôde contratar nomes de peso, como a central Mara e a líbero dominicana Brenda Castillo, uma das melhores do mundo na posição Também chegaram as ponteiras Suelle, Mari Cassemiro e Vanessa Janke; a central Fê Ísis; a levantadora Carol Leite e a oposta Pamela. 

Mesmo com um "timaço", o início de temporada foi conturbado para o clube do interior paulista, que teve as baixas de Mayhara, com lesão no ligamento do joelho, e Dani Lins, com problemas nas costas. Além disso, as derrotas para Osasco na final do Campeonato Paulista e na primeira fase do Troféu Super Vôlei custaram caro para o técnico Anderson Rodrigues, que foi tirado do cargo. Rubinho, ex-técnico do time masculino do Sesi-SP e auxiliar na Seleção Brasileira foi quem assumiu neste início de temporada.

Com o melhor elenco que essa equipe já conseguiu formar, Sesi Bauru entra como grande favorito ao título, pelo menos na teoria. Na prática, Rubinho terá que superar os desfalques e acertar esses grandes nomes dentro de quadra.

Elenco:




Treinador: Rubinho

Rubinho é a aposta do Sesi Bauru para a temporada. O experiente treinador foi assistente de Bernardinho por muitos anos na Seleção Brasileira masculina. Antes, comandou a equipe de São Bernardo por 10 anos e atuava até o início de 2020 como técnico do Sesi-SP masculino, onde estava a três anos. Essa é sua primeira passagem pelo voleibol feminino, o que pode gera a dúvida de como o treinador vai reagir à mudança.

(Foto: Everton Amaro/Fiesp)

Volte para a página central do Guia aqui

Foto de capa: Amanda Demétrio/SESI-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário