Osasco perde o segundo jogo da final, mas vence Sesi-Bauru no Golden Set e conquista o Paulista de Vôlei - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Osasco perde o segundo jogo da final, mas vence Sesi-Bauru no Golden Set e conquista o Paulista de Vôlei

Compartilhe


As vazias arquibancadas do Ginásio Panela de Pressão, em Bauru, assistiram a um verdadeira batalha na noite de terça (20) e madrugada de quarta (21). Após exatas três horas e meia, o Osasco perdeu de virada a segunda partida da decisão do Campeonato Paulista de Vôlei - 20/25,25/27, 25/21, 25/21, 15/10 para o Sesi-Bauru -, mas se recuperou, venceu o golden set (25/22) e conquistou o décimo quinto título estadual.

No sábado, a equipe de Osasco havia vencido o primeiro jogo no Ginásio José Liberatti, também por 3 sets a 2. Por isso, o Sesi-Bauru precisava vencer a segunda partida para levar a disputa para o golden set. Foi o que aconteceu: o time até saiu perdendo, mas conseguiu reverter uma desvantagem de 2 sets a 0 e ganhou o jogo por 3 a 2.

No golden set, porém, valeu a tradição da equipe de Osasco. Contando com a oposta Tandara em jornada excepcional (37 pontos ao longo dos seis sets), o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura se recuperou emocionalmente e venceu o set decisivo por 25/22.

O título veio após dois vice-campeonatos consecutivos para Osasco. O time segue como o maior campeão da história da competição, agora, com quinze taças. Já o Sesi-Bauru perdeu a chance de conquistar o segundo título de sua história, tendo vencido o primeiro em 2018.

As duas equipes agora voltam suas atenções para o Troféu Super Vôlei, torneio que abre a temporada nacional do voleibol brasileiro. Curiosamente, Osasco e Sesi-Bauru também se enfrentarão pelas quartas-de-final do evento, no dia 29 de outubro, às 21:30, no Centro de Desenvolvimento do Voleibol em Saquarema, no Rio de Janeiro.

Sesi-Bauru


Titulares: Dani Lins; Polina Rahimova; Suelle e Tiffany; Adenízia e Mara; Brenda Castillo (líbero);


Entraram: Malu, Carol Leite, Pâmela, Vanessa Janke, Fê Ísis


Técnico: Anderson Rodrigues


Osasco


Titulares: Roberta; Tandara; Jaqueline e Tainara; Bia e Mayany; Camila Brait (líbero);


Entraram: Gabi Cândido, Naiane, Ana Medina, Camila Paracatu, Karine


Técnico: Luizomar de Moura


O JOGO

A partida começou com Osasco logo abrindo 6/1, se aproveitando de um alto número de erros da equipe do Sesi-Bauru e de um início fulminante de Tandara no ataque e no bloqueio. As visitantes mantiveram a vantagem e chegaram a ter 16/10 a favor. A partir daí, Bauru passou a sacar melhor e cresceu no jogo, encostando em 22/20. Porém, foi a vez de Osasco se recuperar e fechar a parcial com dois ataques consecutivos de Tandara: 25/20.

O segundo set teve um início diferente: foi o Sesi-Bauru que dominou as ações, abrindo 6/3. O jogo seguiu com as equipes trocando pontos. Com uma atuação abaixo da média de Rahimova, que chegou a ser substituída por Pâmela, Bauru sentiu na virada de bola e viu Osasco abrir 19/14, embalado pelos ataques de Tainara. 

A ida ao banco fez bem à Rahimova, que voltou bem no ataque e no saque e ajudou o time a empatar o set em 23/23. O jogo seguiu tenso, com muitas provocações e bolas difíceis para a arbitragem. Porém, Osasco teve frieza e contou com um erro da oposta rival para encerrar o set em 27/25.

Para o terceiro set, Anderson apostou na entrada de Fê Ísis no lugar de Mara. Semelhante ao primeiro set, porém, a parcial começou com Bauru inseguro e cometendo muitos erros. Mais consistente, Osasco aproveitou e chegou a abrir 14/6. Porém, a equipe de Luizomar de Moura não impediu a reação das donas de casa, que contaram com atuações excelentes da central Adenízia e da ponteira Suelle para empatar o jogo em 15/15. 

Na sequência, um erro de Tandara colocou a equipe do interior na frente (18/17). O jogo cresceu em emoção, com ralis longos e excelentes defesas dos dois lados. Porém, as donas da casa definiram os pontos mais importantes e fecharam a parcial em 25/21.

O quarto set foi extremamente equilibrado. As equipes se revezaram na liderança ao longo de toda a parcial, até o placar de 20/20. Foi quando Adenízia trancou a rede com uma sequência de bloqueios para abrir 23/20. Na sequência, a própria central pontou no ataque e garantiu a vitória do Bauru no quarto set - 25/21 - levando o jogo para o tie-break.

No set desempate, Tandara chamou a responsabilidade no ataque logo no início, e Osasco abriu 4/1. Porém, o Bauru reagiu e virou o jogo para 5/4, graças a uma boa sequência de Rahimova no saque -em um dos pontos, a arbitragem errou ao considerar dentro um saque errado da oposta de Bauru. A partida voltou a ganhar em emoção, com pontos longos e muitas defesas. Mais eficiente no ataque, o Sesi abriu vantagem, venceu o tie-break (15/10), devolveu o 3 a 2 da primeira partida e levou a decisão do Paulista para o Golden Set.

O set que definiu o Estadual começou com Polina Rahimova e Tandara definindo para suas equipes. A partir do oitavo ponto, a equipe de Bauru começou a sofrer na virada de bola, e viu Osasco abrir 14/9. Melhores emocionalmente, as visitantes mantiveram a vantagem e venceram a parcial por 25/22, com o trigésimo sétimo ponto de Tandara na noite encerrando uma batalha de três horas e meia e dando o décimo quinto título estadual para Osasco.


Surte +  Vôlei Renata derrota Taubaté novamente na final do Paulista masculino e conquista seu primeiro grande título da história


Foto: Reprodução/Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário