Atletismo do Brasil encerra participação na Missão Europa - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Atletismo do Brasil encerra participação na Missão Europa

Compartilhe

A Missão Europa, promovida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), em Rio Maior, Portugal, está na reta final para a equipe de atletismo. O terceiro e último grupo de atletas retorna na sexta-feira (2/10) para casa, depois de 30 dias de preparação voltada para os Jogos de Tóquio-2021.

Neste último grupo, três atletas são do salto triplo – dois qualificados, Almir Cunha dos Santos, o Almir Júnior, e Alexsandro Melo, o Bolt, e um com boas possibilidades de qualificação, Mateus Daniel de Sá.

“Conseguimos treinar bem e focar 100%, sem ter preocupações extracampo. Foram treinos com qualidade”, comentou Almir Junior, da Sogipa-RS, de 27 anos, vice-campeão mundial indoor em Birmingham-2018. “Pudemos trocar informações, aprendendo mais com os outros. Conseguimos sair do Brasil, vivendo uma rotina, com os treinos e horários bem definidos, tudo perto. Se ficássemos no Brasil não sei se todos teríamos o mesmo nível de preparação por causa da pandemia.”

O técnico José Haroldo Loureiro Gomes, o Arataca, acompanhou os treinos do Brasil, com conversas diárias com o atleta. “Ele tem treinado bem, com boa continuidade de trabalho. O clima também ajudou muito, com boa temperatura e nada de chuva. Vamos dar a sequência ao que foi feito na Sogipa. Em outubro vamos fazer uma competição teste, mais duas em novembro e, em dezembro, foco total no Troféu Caixa. Para janeiro e fevereiro estão previstas competições em pista coberta na Europa, como preparação para o Mundial Indoor da China”, comentou Arataca.

Alexsandro Melo, o Bolt, líder do Ranking Brasileiro de 2019, com 17,31 m (0.4), também comemorou a experiência. “O camping foi maravilhoso. O centro de Rio Maior tem tudo o necessário para treinar. As equipes multidisciplinares do COB e da CBAt também ajudaram a gente. Pude evoluir e aprender. Estou muito feliz com este finalzinho de preparação. O grande foco é o Troféu Brasil. Quero competir bem tanto no salto em distância como no salto triplo”, afirmou o paranaense, da ADPA (MA), que completou 25 anos na terça-feira (29/9).

Neilton Moura também acompanhou seu atleta à distância. “Elaboramos todas as atividades que ele deveria cumprir e, faltando poucos dias para o retorno, tudo foi feito. Ele está muito animado em ter obtido bons resultados. Na próxima semana, ele já estará reintegrado a nossa rotina em Guarulhos (SP) e focaremos a preparação técnica, já que em Portugal privilegiamos aspectos da preparação física”, lembrou o treinador.

Já Mateus (Pinheiros-SP) avaliou como excelente a preparação feita em Portugal para o retorno pós-pandemia. “A estrutura daqui é excepcional e aproveitei bem essas semanas. Espero voltar a competir bem na volta ao Brasil como estava no início da temporada”, disse o paulista de 24 anos, medalha de bronze no Mundial Sub-20 de Eugene-2014.

Tania Moura, que divide a preparação do atleta com o marido e treinador Nélio Moura, orientou pessoalmente o saltador no Rio Maior Sports Centre. “Foram treinos produtivos. Depois de se manter ativo em casa em boa parte da quarentena, foi boa a possibilidade de treinar com supervisão e com as melhores condições possíveis. A preparação continuará em São Paulo, nas pistas do NAR e do Pinheiros. Com a desativação do Hospital de Campanha do Ibirapuera, esperamos em breve poder usar ao menos parte das instalações de lá também. Assim, pouco a pouco e com todo o cuidado, vamos voltando a uma preparação parecida com a normal”, disse Tania.

A equipe de atletismo no camping foi composta por 28 atletas - 17 homens e 11 mulheres. Para atender às exigências das autoridades portuguesas o grupo foi dividido em três, que viajaram desde o dia 18 de agosto.

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Nenhum comentário:

Postar um comentário