UCI define Imola como nova sede do Mundial de Estrada 2020 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

UCI define Imola como nova sede do Mundial de Estrada 2020

Compartilhe

A União Ciclísta Internacional (UCI) anunciou nesta quarta-feira (02) que a cidade italiana de Imola será a nova sede do Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada, programado para acontecer de 24 a 27 de setembro. A renomada competição deveria acontecer em Aigle-Martigny, na Suíça, mas o governo local optou por abrir mão de sediá-la.

Além da mudança de localidade, a UCI também definiu adaptações no cronograma do evento em relação à pandemia do coronavírus. Tentando aliviar as aglomerações, as provas de estrada e contrarrelógio serão disputadas apenas por atletas da elite (masculino e feminino).

Segundo a entidade, as corridas juvenis (júnior e sub-23) não serão realizadas porque muito dos atletas não estão em solo europeu, diferente dos da elite, que já estão rodando o Circuito Mundial e, alguns, inclusive, participando do Tour de France nesta semana. Assim, manter somente as disputas adultas evita que os jovens sejam barrados na entrada à Itália, por conta das restrições de viagens.

Com o novo cronograma, o contrarrelógio feminino será a prova que abrirá a competição, a ser disputada na quinta-feira, 24 de setembro, seguida pelo contrarrelógio masculino, na sexta, 25. A prova da estrada feminina acontecerá no sábado, 26, e os homens encerrarão a competição no domingo, 28. A largada e a chegada de todas as provas serão o tradicional Autódromo Enzo e Dino Ferrari, que também já foi palco de muitas disputas do Giro d'Italia.

A prova de estrada masculina terá  um percurso de 259,2km, com cerca de 5.000m de montanha, enquanto a feminina terá 144km e 2.750m de subida. O circuito será o mesmo para ambas as disputas (28,8km), com nove voltas para os homens e cinco para as mulheres. Já o contrarrelógio terá uma volta única de 32km com 200m de inclinação.

“Estou convencido de que o Campeonato Mundial de Estrada 2020 em Imola permitirá a todos nós, apesar da difícil situação atual, testemunhar um grande festival esportivo. Convido todos vocês a acompanharem este evento na Itália, verdadeiro território do ciclismo, em um dos circuitos mais desafiadores da história do Mundial. Estou ansioso para assistir a essas corridas que prometem ser magníficas", disse o presidente da UCI, David Lappartient.

Esta será a segunda vez que Imola recebe uma edição do Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada. A primeira vez ocorreu em 1968, quando o anfitrião Vittorio Adorni sagrou-se campeão, ao lado da neerlandessa Keetie van Oosten-Hage.

Foto de capa: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário