Em mais de quatro horas de jogo, Bia Haddad é vice no ITF W25+ de Figueira da Foz após perder 3 match points - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Em mais de quatro horas de jogo, Bia Haddad é vice no ITF W25+ de Figueira da Foz após perder 3 match points

Compartilhe
Beatriz Haddad Maia tênis brasil portugal figueira da foz



Beatriz Haddad Maia teve três chances de comemorar um novo título em torneio ITF neste domingo (13). Mas após uma batalha de 4h06m e três match points desperdiçados, ela ficou com o vice do W25+ de Figueira da Foz, em Portugal, após perder para a espanhola Georgina Garcia-Perez por 2 sets a 1 (6-7[10], 7-5 e 6-4). Mesmo com a derrota, a tenista dá um salto no ranking da WTA e ficará próxima à 470ª colocação. Atualmente ela é apnas a 1342º.
Antes da final, Bia havia ficado 13h41m em quadra ao longo desta semana, em uma maratona de oito jogos em cinco dias. Além da troféu de vice, ela também foi campeã do torneio de duplas em Figueira da Foz, ao lado da compatriota Ingrid Gamarra Guimarães, um dia antes.

Não bastasse o cansaço acumulado, a brasileira também teve uma final sofrível neste domingo, frente a Georgina, número 283 do mundo e cabeça de chave 5 do torneio, em uma partida épica que durou mais de quatro horas. A espanhola fez apenas um ponto a mais do que a brasileira (129x128) e o saque fez d fato diferença no resultado: enquanto García-Pérez marcou 12 aces e apenas três duplas faltas, Bia Haddad não obteve nenhum saque perfeito e ainda cometeu seis duplas faltas. Foram 8 quebras em 17 chances para García Pérez e 6 em 12 para Hadad Maia.

Depois de ficar mais de 13 meses sem competir, alternando entre cumprir suspensão por doping e esperar o retorno das competições, paralisadas pela pandemia, a brasileira teve um retorno de gala ao circuito, apesar da derrota de hoje. Ela disputou dez jogos em simples e sete de duplas, perdendo apenas um jogo em cada modalidade. Na última semana, havia conquistado o W25 de Montemor-O-Novo em imples e foi até a semi de duplas.

Com as conquistas em solo português e a invencibilidade, a brasileira, que segue momentaneamente na 1342ª posição do ranking da WTA, deverá aparecer na 611ª nesta segunda-feira, com os pontos de Montemor-O-Novo, e saltará para aproximadamente a 470ª colocação em 21 de setembro, após os pontos de Figueira da Foz.



O jogo
O começo de jogo foi animador para Beatriz Haddad Maia, que quebrou o saque da adversária logo no primeiro game e abriu 2 a 0 na sequência, após salvar dois break points e confirmar seu saque. A espanhola tratou de devolver a quebra no quarto game (2-2), mas a brasileira voltou a frente do placar no sétimo game (4-3). 

As duas jogadoras confirmaram seus serviços seguintes e Bia sacou para o set em 5-4, chegou a ter um set point, mas acabou quebrada. A brasileira conseguiu retomar a dianteira do placar novamente na sequência (6-5), com nova quebra sobre a espanhola, mas também teve seu saque quebrado e a primeira parcial foi para o tiebreak.

Na disputa decisiva, a espanhola teve dois set points em 6-4, mas Bia conseguiu salvá-los, assim como o fez em 7-6. A brasileira virou o duelo e teve três oportunidades para fechar a parcial na sequência, mas só conseguiu fazê-la na quarta chance, em 12-10, após 1h41m de set.

Permanecendo com a tônica do jogo, o segundo set foi bem equilibrado. Bia foi quebrada no primeiro game, mas devolveu a quebra na sequência. Em seguida, confirmou seu serviço e voltou a quebrar o serviço da adversária em 3-1. A brasileira chegou a abrir 4-1 e pareceu encaminhar-se para uma vitória tranquila. 

No entanto, isto não aconteceu. Georgina a quebrou no sétimo game e empatou o duelo em seguida (4-4), tornando o final elétrico. Bia confirmou o saque em 5-4 e forçou erros da adversária em seu serviço, chegando a ter três match points, que não foram concretizados. A espanhola empatou, virou e fechou a parcial em 7-5, após 1h24m de set

Apesar do cansaço e das três horas e cinco minutos de jogo - somadas às 13h41m passadas em quadra na semana -, Bia conseguiu vencer seus games com tranquiliade e ainda quebrou de zero a adversária para abrir 4-2. O jogo parecia estar encaminhado quando ela fez 30-0, mas tudo mudou subitamente.

A espanhola fez quatro pontos seguidos para quebar Bia de volta e empatou o jogo. Em 4-4, a brasileira não conseguiu segurar seu serviço e bastou um serviço seguro de García Pérez, que conseguiu aproveitar o primeiro match point em 40-15 para fechar o jogo após 1 hora e 1 minuto de set e 4 horas e 6 miutos de jogo.



Foto de capa: Divulgação/Tennis Club Figueira da Foz

Nenhum comentário:

Postar um comentário