Campeonato Europeu de Vôlei de Praia começa nesta terça com medalhistas olímpicos e mundiais - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Campeonato Europeu de Vôlei de Praia começa nesta terça com medalhistas olímpicos e mundiais

Compartilhe

Depois da retomada do Circuito Mundial e da realização do King of the Court, o próximo grande torneio do calendário do vôlei de praia é o Campeonato Europeu. O evento reunirá as 32 melhores duplas de cada naipe do continente a partir desta terça-feira (15) em Jurmala, na Letônia.

Tanto no masculino, quanto no feminino, as equipes foram divididas em oito grupos com quatro times cada. Após duas rodadas, a parceria que terminar na liderança da chave se classifica automaticamente às oitavas-de-final, enquanto os segundos e terceiros colocados passarão por um play-off antes de entrarem de vez no mata-mata. As partidas decisivas ocorrerão na sexta (19) para o feminino e no sábado (20) para o masculino.

Os jogos serão disputados em uma arena erguida na praia de Majori, em Jurmala, cidade a 37km da capital da Letônia, Riga. A instalação principal tem capacidade para cinco mil pessoas, mas apenas 30% dos ingressos estarão disponíveis ao público devido às restrições pela pandemia de Covid-19. A cidade já havia recebido o Campeonato Europeu em 2017.

Arena erguida na praia de Majori, em Jurmala, Letônia (Foto: Reprodução/FIVB)

Em recuperação física, Laura Ludwig é destaque da disputa feminina

Ouro nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 e quatro vezes campeã europeia, a alemã Laura Ludwig é um dos grandes nomes que competirão no Europeu, jogando ao lado de Margareta Kozuch, sua parceira desde o ano passado. Em uma das equipes favoritas ao título, Ludwig precisará se recuperar de uma lesão nas costas que a tirou do King of the Court no último fim de semana. 

Laura Ludwig sentiu as costas e se afastou do King of the Court na última sexta-feira (Foto: Reprodução/King of the Court)

Em entrevista à mídia alemã, Ludwig afastou o risco de se ausentar do Europeu, mas reforçou que a lesão não é simples.

"É algo sério. Caso contrário, eu não teria só assistido porque é muito legal jogar no torneio [King of the Court], mas eu definitivamente não queria arriscar o Campeonato Europeu. Minhas costas precisam de um pouco de descanso, tenho lutado com isso há alguns dias. Mas o plano é que nós estejamos lá [no Europeu]", disse a jogadora de 34 anos ao site rbb24.de.

Cabeças-de-chave número 01 do torneio, as suíças Tanja Hüberli e Nina Betschart também despontam como candidatas ao título. Juntas desde 2016, as atletas foram vice-campeãs europeias em 2018, semifinalistas no Campeonato Mundial de 2019 e venceram a etapa de Baden, na Áustria, do Circuito Mundial deste ano.

Hüberli/Betschart são parceiras desde 2016 e vêm como favoritas ao título europeu (Foto: Reprodução/FIVB)

Outras duplas que se destacam são as donas da casa Kravcenoka/Graudina (atuais campeãs europeias e do Pré-Olímpico de 2019), as neerlandesas Keizer/Meppelink (campeãs europeias em 2018 e pódio no King of the Court), as suíças Heidrich/Vérgé-Dépré (finalistas do King of the Court) e as tchecas Hermannova/Slukova (bronze no Europeu de 2018).

Pódio completo do Mundial masculino de 2019 estará na Letônia

Entre os homens, o Europeu reunirá as três duplas que foram medalhistas no Campeonato Mundial de 2019, disputado em Hamburgo, na Alemanha. Os russos Krasilnikov/Stoyanovskyi (ouro), os alemães Thole/Wickler (prata) e os noruegueses Mol/Sorum (bronze) são os três primeiros cabeças-de-chave do torneio e largam como grandes favoritos.

Da esquerda para a direita, as duplas de Alemanha, Rússia e Noruega subiram ao pódio no Mundial de 2019 (Foto: Reprodução/FIVB)

O evento contará ainda com os italianos Nicolai/Lupo, prata na Rio 2016 e três vezes campeões europeus. Os neerlandeses Brouwer e Meeuwsen também subiram ao pódio no Rio de Janeiro - foram bronze - e estão entre os favoritos ao título continental.

Duas duplas da Letônia jogarão em casa e podem se destacar: Samoilovs/Smedins e Plavins/Tocs. Olho também nos espanhóis Herrera/Gavira (bronze no Europeu de 2018), nos russos Semenov/Leshuvok (prata no Europeu de 2019) e nos austríacos Doppler/Hörst (vice-campeões mundiais em 2017).

Chaves do torneio

Feminino:

Masculino:


Foto de capa: Reprodução/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário