Bia Haddad Maia passa por rodada dupla e alcança terceira final consecutiva em Portugal - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Bia Haddad Maia passa por rodada dupla e alcança terceira final consecutiva em Portugal

Compartilhe

Beatriz Haddad Maia Santarém ITF tênis brasil


Beatriz Haddad Maia se garantiu em sua terceira final consecutiva desde o retorno às quadras na gira portuguesa da ITF. Neste sábado, pelo W15 de Santarém, ela venceu o set decisivo diante da lituana Justina Mikulskyte pelas quartas de final, antes de passar com tranquilidade pela francesa Oceane Babel por 6-0, 6-2 em pouco mais de uma hora de jogo. 


Surte+ Confira na íntegra a semi de Beatriz Haddad Maia no ITF W15 de Santarém (vídeo)


Ela enfrenta pela final, na manhã de domingo, a polonesa Martyna Kubka, 852ª melhor do ranking da WTA, que veio do qualificatório e venceu em rodada dupla a brasileira Ingrid Gamarra Martins e a chilena Barbara Gatica (6-2, 7-6). 


Gatica retorna à quadra em instantes pela semifinal de duplas. Ao lado da brasileira Rebeca Pereira, elas são as principais favoritas e enfrentam as cabeças 3 Francisca Jorge, de Portugal, e Olga Parres Azcoitia, da Espanha.


Atual 609ª do mundo pela WTA, Bia já está garantida em 468ª com os pontos do vice em Figueira da Foz que serão descontados na segunda-feira. Com 15 pontos garantidos da final de Santarém ela subirá para 423ª no ranking de 28 de setembro. Se vencer a final e garantir os 25 pontos destinados à campeã, deverá estar por volta da 405ª colocação.


Foi a semifinal dos sonhos para Bia Haddad, que sofreu em jogos longos e difíceis na semana passada em Figueira da Foz. Bia não ofereceu qualquer break point e cedeu apenas seis pontos em seu saque, três deles por dupla falta.


Na tarde deste sábado, ela fechou o primeiro set em 33 minutos, oferecendo apenas dois pontos em seu saque e sete no total. O segundo set começou com força total de novo e ela não só confirmou seu saque de 0, como quebrou de 0, antes de confirmar de forma tranquila (15) e abrir 3 a 0. 


Foi só aí que a juvenil francesa de 16 anos entrou no jogo, confirmando seus saques, ainda que de forma difícil (40-30 no quarto game, A-40 no sexto), enquanto Bia ainda vencia seus games de serviço, mas com pouco mais de dificuldade, recuperando um 15-30 no sétimo game. Nada, porém, que mudasse o ritmo da partida e  impedisse que Bia fechasse o jogo com tranquilos 6-0 e 6-2.


Mais cedo ela definiu o confronto adiado pelas quarta de final, com a mesma facilidade, diante da lituana Justina Mikulskyte por 6-1 em 41 minutos. Ela confirmou um primeiro game difícil que foi ao deuce, antes de quebrar por duas vezes seguidas, para tomar controle da partida.


Menos sorte teve Ingrid Gamarra Martins (519ª), derrotada pela quali polonesa Kubka por 7-6[8], 6-7[5], 6-4, no qual apenas o primeiro game foi disputado na sexta-feira. A polonesa chegou a sacar com 5-2 no segundo set e teve três match points não-convertidos, antes de Ingrid quebrar o saque dela e iniciar uma reação. Após vencer quatro games seguidos, abriu 6-2 no tie-break, mas fechou o set apenas no quarto set point (7-5).


Ela liderou o terceiro set com uma quebra no terceiro game, abrindo 3 a 1, mas Kubka devolveu a quebra no sexto game para virar o jogo. Sacando em 4-5, Ingrid foi dominada pela adversária que fechou o jogo em 15-40, no quarto match point da partida.


Laura Pigossi (416º), principal favorita do W15 de Melilla, caiu de virada para a espanhola Yvonn Cavalle-Reimers (523ª), terceira cabeça, por 2-6, 6-4, 6-0. 


Surte+ João Menezes e Rafael Matos são campeões em Challenger de Iasi; Thiago Monteiro volta a vencer


Foto: Clube Tênis Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário