Dia 3 do Sette Colli 2020 - Resumão Completo - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Dia 3 do Sette Colli 2020 - Resumão Completo

Compartilhe

Provas disputadas na quarta-feira, dia 11 de agosto, no Stadio del Nuoto, Roma.
(com informações do Swim Swam e Best Swimming)

200m costas masculino Ouro: Luca Mencarini (ITA) 1:57.98 & Matteo Restivo (ITA), 1:57.98; Bronze: Mewen Tomac (FRA) 1:58.39
O dia começou com uma disputa eletrizante pelo ouro, que não poderia terminar de melhor forma do que com dois atletas dividindo o lugar mais alto do pódio. Restivo bateu 100m com 56.64, estabelecendo uma vantagem de quase um segundo antes do colega conseguir alcançá-lo. 

Luca Mencarini e Matteo Restivo batendo com 1:57.98, longe dos melhores tempos dos atletas, mas o suficiente para dividirem o terceiro melhor tempo do ano, atrás de Ryan Murphy (USA) e Irie Ryosuke (JPN).

Mencarini fez 1:56.68 no Nacional de Inverno em dezembro e Restivo tem o recorde nacional com 1:56.29, do Europeu de 2018. Tomac, ouro nos 50m e 100m costas, fez o nono melhor tempo do ano.


200m costas feminino Ouro: Margherita Panziera (ITA) 2:08.29; Prata: Costa De Saint Zofkova (ITA) 2:12.52; Bronze: Martina Cenci (ITA) 2:13.17
Depois da vitória nos 100m costas, Panziera venceu o segundo título do Sette colli, mas seu tempo ficou abaixo dos recordes estabelecidos. 


50m borboleta masculino Ouro: Thomas Ceccon (ITA) 23.29; Prata: Piero Codia (ITA) 23.38; Bronze: Luca Todesco (ITA) 23.73
Prata nos 100m costas, Ceccon conseguiu sua primeira vitória, com direito a recorde italiano cadete, segundo melhor tempo italiano e sétimo melhor marca de 2020, cujo ranking é liderado por Nicholas Santos (22.95 em janeiro). 

O nadador de 19 anos, vencedor do Mundial Juvenil ano passado, bateu a frente de Codia, recordista italiano com 23.21 marcados em 2013.


200m borboleta feminino Ouro: Ilaria Cusinato (ITA) 2:10.53; Prata: Antonella Crispino (ITA) 2:11.29; Bronze: Roberta Piano Del Balzo (ITA) 2:11.42. 
Prova sem grandes marcas, viu a húngara Liliana Szilagyi, sexta no mundial de 2019, terminar apenas em quinto, com 2:13.64.


200m peito masculino Ouro: Marco Koch (GER) 2:10.95; Prata: Edoardo Girogetti (ITA) 2:11.05; Bronze: Alessandro Fusco (ITA) 2:11.71
Único representante alemão no Sette Colli, Koch ficou longe de seu PB e marcou apenas o 11º tempo do ano, mas suficiente para uma vitória. Girogetti e Fusco também ficaram longe do recorde italiano (2:08.50, de Loris Facci em 2009, mesmo ano do PB de Girogetti, com 2:08.63), mas Fusco, de 20 anos, alcançou seu recorde pessoal. 


200m peito feminino Ouro: Lisa Mamie (SUI) 2:24.27 (Recorde nacional); Prata: Martina Carraro (ITA) 2:25.67; Bronze: Fransesca Fangio (ITA) 2:25.74

Depois da vitória nos 100m peito, Mamie bateu novo recorde suíço, a caminho de um segundo ouro, desta vez nos 200m. Mamie fez o 5º melhor tempo de 2020, atrás apenas de três norte-americanas. Carraro conseguiu um PB e marcou o oitavo melhor tempo italiano da história.

Foto: Facebook / Divulgação: Patrick B. Kraemer


200m livre masculino Ouro: Marco De Tullio (ITA) 1:46.56; Prata: Gabriele Detti (ITA) 1:46.69; Bronze: Stefano Ballo (ITA) 1:47.29
Com 19 anos, De Tullio bateu recorde pessoal e fez o sexto melhor tempo italiano da história. De quebra, o italiano bateu o recorde da competição, que era de Detti, de 2016. O jovem é medalhista de prata nos 400m livre e bronze nos 800m nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires 2018.

De Tullio e Detti fizeram o 6º e 7º melhores tempos de 2020, com Sun Yang (CHN), Danas Rapsys (LTU) e Tom Dean (GBR) tendo conseguido tempos melhores. Ballo ficou a sete centésimos do seu PB de 2019.

Sorrisos por trás das máscaras: duas das melhores marcas do ano nos 200m livre - Foto: Andrea Staccioli/DBM/Insidefoto


200m livre feminino Ouro: Federica Pellegrini (ITA) 1:57.80; Prata: Valentine Dumont (BEL) 1:58.29  (recorde nacional); Bronze: Anna Egorova (RUS) 1:59.62
A maior estrela da competição venceu sua segunda prova no Sette Colli, justamente na disciplina onde foi campeã olímpica em Pequim 2008, prata em Atenas 2004, e q uatro vezes campeã mundial (2009, 2011, 2017, 2019). 

Apesar da vitória tranquila, foi apenas o 15º melhor tempo do ano. Dumont, com 20 anos, bateu recorde belga a caminho da prata, sua terceira medalha e segundo recorde nacional da semana. 

Valentine Dumont bateu 2 recordes belgas e levou 3 medalhas no Sette Colli - Foto: Web 24 News


200m medley masculino Ouro: Alberto Razzetti (ITA) 1:58.09 (recorde nacional); Prata: Pier Andrea Matteazzi (ITA) 2:01.97; Bronze: Massimiliano Matteazzi (ITA) 2:02.06
Razzetti, aos 21 anos, melhorou o recorde nacional que durava mais de 11 anos, 1:58.33 de Alessio Boggiatto no Mundial de Roma 2009. Razetti fez o nono melhor tempo do ano e o melhor desde março. O PB anterior de Razzetti era 1:59.25, no Campeonato Italiano do ano passado.


Alberto Razzetti foi um dos destaques do Sette Colli, quebrando um dos recordes italianos mais antigos - Foto: OA Sport


200m medley feminino Ouro: Anna Pirovano (ITA) 2:14.21; Prata: Sara Franceschi (ITA) 2:14.30; Bronze: Costanza Cocconcelli (ITA) 2:15.42
Numa prova que sente falta das estrelas estrangeiras - Hosszu Katinka (HUN) tem o recorde da competição de 2019 com 2:08.28 - Ilaria Cusinato, recordista italiana com 2:10.25, ficou apenas em quarto. O tempo de Pirovano é apenas o 44º melhor do ano.

Italiana de 19 anos aproveita e é campeã nos 200m medley - Foto: Andrea Staccioli/DBM/Insidefoto



1500m livre masculino- Ouro: Gregorio Paltrinieri (ITA) 14:33.10; Prata: Domenico Acerenza (ITA) 14:49.98; Bronze: Marc-Antoine Olivier (FRA) 15:06.29
Foi um encerramento de gala para o Sette Colli de 2020, com a grande estrela da natação atual do país, Gregorio Paltrinieri fazendo juz à expectativa, com um tempaço de 14:33.10, segundo melhor da história, quase um segundo mais veloz que 14:34.04 que lhe deram o ouro na Rio 2016.

Coadjuvante na grande festa, Acerenza bateu seu PB e fez o quinto melhor tempo do ano e saiu bonito na foto.

A final do 1.500m livre completou a festa dos italianos no Sette Colli - Foto: Andrea Staccioli/DBM/Insidefoto
Surte +
Leia o Resumo completo do Dia 1, terça-feira 12/08 do Sette Colli 2020.
Leia o Resumo completo do Dia 2, quarta-feira 13/08 do Sette Colli 2020.

Volte ao post principal:  Gregorio Paltrinieri faz 2ª melhor marca da história nos 1.500m em Sette Colli repleto de destaques juvenis e recordes nacionais

Foto no topo: Andrea Staccioli/DBM/Insidefoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário