Com 4,92m, Katie Nageotte registra sexta melhor marca da história do salto com vara - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Com 4,92m, Katie Nageotte registra sexta melhor marca da história do salto com vara

Compartilhe

A estadunidense Katie Nageotte registrou a sexta melhor marca de todos os tempos no salto com vara neste sábado, ao vencer um meeting local em Atlanta com 4,92m. Ela tornou-se apenas a terceira atleta de seu país a saltar a marca. Este também foi melhor desempenho de uma saltadora na atual temporada.

Finalista no último Mundial e prata no Pan de Lima, a estadunidense acresceu quase dez centímetros ao seu recorde pessoal anterior, que foi feito há duas semanas. Ela saltou para 4,83m - na época já era melhor registro do ano -, superando em um centímetro a marca anterior, que era de julho de 2019. Cabe destacar que Nageotte já havia saltado para 4,91m em pista coberta anteriormente.



Nageotte entrou para a história com o registro, ultrapassando grandes nomes da modalidade, como a campeã olímpica Katerina Stefanidi e a cubana Yarisley Silva, que possuem 4,91m, e até mesmo a brasileira Fabiana Murer, que teve 4,87m como melhor marca da carreira, feito em 2016. O recorde mundial é de 5,06m, da russa Yelena Isinbayeva, bicampeã olímpica e tri mundial.

Antes dela, apenas duas americanas conseguiram ultrapassar os 4,92m ao ar livre: Jennifer Suhr, que fez 4,93m em 2016; e Sandi Morris, atual vice-campeã mundial, que detém o recorde nacional e a segunda melhor marca mundial da história, com 5,00m, de 2018. 

Recorde no lançamento de disco
Valarie Allman foi outra americana a fazer bonito neste sábado. Competindo em Idaho, ela quebrou o recorde nacional no lançamento de disco, com 70,15m, superando em quase um metro a marca anterior, que era de 69,17m, de Gia Lewis-Smallwood (2014). Ela acresceu exatos três metros ao seu antigo recorde pessoal, registrado no ano passado.

Allman assumiu a liderança do ranking da temporada, sendo a primeira atleta a quebrar a barreira dos 70 metros no ano. Também é a 24ª melhor marca de todos os tempos e que, se fosse feita no último Mundial, daria a ela o título, já que a medalhista de ouro na ocasião, a cubana Yaime Pérez, venceu com 69,17m.

A estadunidense foi vice-campeã mundial sub-20 em 2014, sendo derrotada por uma brasileira, Izabela da Silva. No Campeonato Mundial de 2019, acabou na sétima colocação, com 61,82m. Coincidentemente, nesta competição ela também acabou uma posição atrás de uma brasileira: Fernanda Borges foi a sexta colocada, com 62,44m.


Lideranças da temporada
Ainda nos Estados Unidos, mas agora em Oregon, os dois melhores tempos do ano foram registrados em provas de meio fundo. O estadunidense Donavan Brazier correu os 800m para 1:43.84, enquanto o britânico Josh Kerr registrou 3:34.53 nos 1.500m. A competição ocorreu na sexta-feira.

Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário