Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Tênis - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Tênis

Compartilhe

Status: Incompleta, à espera de torneio válidos para o ranking da ATP/WTA;

Eventos/Vagas: 5 eventos e 172 atletas
Simples masculino e feminino (64 tenistas em cada);
Duplas masculinas e femininas (32 duplas em cada);
Duplas mistas (16 duplas)

Sistema qualificatório


Os rankings da ATP e da WTA do dia 07 de junho de 2021, logo após o torneio de Roland Garros, serão utilizados para definir grande partes dos classificados, tanto em simples (56 vagas por naipe), quanto nas duplas (até dez pares por naipe).

Cada país pode levar até 6 jogadores homens e 6 jogadores mulheres, respeitando o limite de 4 atletas em simples e 2 duplas em cada naipe.

No caso de simples, das outras 8 vagas disponíveis, 1 está garantida ao Japão, país-sede; 6 serão destinadas a cotas continentais - duas pelos Jogos Pan-Americanos de 2019, uma pelos Jogos Asiáticos de 2018, uma pelos Jogos Africanos de 2019 e duas pelo ranking da ATP/WTA de países ainda não-classificados da Europa e da Oceania - e 1 para um campeão olímpico ou de Grand Slam ainda não classificado para os Jogos (caso não haja tenistas que sigam esse critério, a vaga é repassada para o ranking mundial).

Já nas duplas, os 10 melhores jogadores do ranking individual de duplas asseguram uma vaga, desde que consigam um parceiro dentre os 300 melhores do mundo. A partir disso, o Ranking Combinado entre simples e duplas será empregado até que se atinja a cota máxima de 32 duplas e 172 atletas classificados.

As duplas mistas terão apenas a participação de tenistas selecionados para os outros quatro eventos competindo. Cada país com tenistas classificados tanto no masculino quanto no feminino poderá se inscrever na prova. Os 16 melhores times inscritos considerando o Ranking Combinado serão aceitos para a disputa.

Brasil


João Menezes venceu os Jogos Pan-Americanos de Lima em 2019 e só precisa terminar entre os 300 melhores do ranking para assegurar sua vaga (no momento, é o 185º). Os demais brasileiros precisam figurar entre os 56 melhores atletas no ranking de 2021 (considerando o limite de quatro tenistas por país e o fato de muitos jogadores de elite optarem por não disputar os Jogos). Thiago Monteiro (82º) é o mais próximo entre os homens, enquanto Gabriela Cé, 232ª colocada, é a melhor na disputa feminina.

Nas duplas masculinas, Marcelo Melo (5º) deve se garantir nos Jogos, por estar entre os dez melhores no ranking da ATP, e deverá ter como parceiro Bruno Soares (25º). Marcelo Demoliner (45º) corre por fora na disputa. Entre as mulheres, a melhor tenista é Luisa Stefani (47ª colocada).

O título de João Menezes no Pan de Lima 2019 garantiu o brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Foto: Washington Alves/COB)

Tenistas já classificados em simples*:
Masculino: João Menezes (Brasil)  e Tomás Barrios (Chile) - Jogos Pan-Americanos de 2019; Denis Istomin (Uzbequistão) - Jogos Asiáticos de 2018; Mohamed Safwat (Egito) - Jogos Africanos de 2019.

Feminino: Nadia Podoroska (Argentina) e Caroline Dolehide (EUA) - Jogos Pan-Americanos de 2019; Wang Qiang (China) - Jogos Asiáticos de 2018; Mayar Sherif (Egito) - Jogos Africanos de 2019.

*Precisam terminar entre os 300 melhores do Ranking para terem suas vagas confirmadas.

+ Volte para a Central do Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados

Nenhum comentário:

Postar um comentário