Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Basquete 3x3 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Basquete 3x3

Compartilhe

Status: Incompleto, com 50% das vagas preenchidas (8 de 16). O restante será definido entre o final de maior e o começo de junho. 

Eventos/Vagas: 2 eventos (masculino e feminino) com 64 atletas (oito equipes em cada naipe com quatro jogadores em cada).

Sistema qualificatório

Dezesseis seleções farão parte da estreia do basquete 3x3 em Jogos Olímpicos, oito no masculino e oito no feminino. Metade dessas vagas já foram preenchidas. Por ser o país-sede, o Japão tinha direito a uma vaga em um dos naipes, e a equipe masculina foi beneficiada por ter uma posição superior à feminina no ranking mundial de 1º de novembro de 2019. Pela mesma data do ranking, as três melhores seleções no masculino e as quatro melhores no feminino se classificaram (veja abaixo as equipes classificadas).

Das quatro vagas restantes em cada naipe, três virão do Pré-Olímpico Mundial, previsto para acontecer entre 26 e 30 de maio de 2021, em Graz, na Áustria. Este torneio reunirá as 20 equipes mais bem ranqueadas em 2019 que não conquistaram a vaga, e o Brasil está incluído na disputa masculina. A última classificação virá do Pré-Olímpico de Universalidade, a acontecer em junho, na Hungria, que contará com seis equipes que não disputaram o evento de basquete 5x5 nos dois últimos Jogos Olímpicos (veja abaixo).

Brasil

A seleção brasileira de basquete 3x3 foi quarta colocada no Pan de Lima (Divulgação/CBB) 
Apenas o time masculino brasileiro segue na briga pela vaga em Tóquio. A equipe disputará o Pré-Olímpico Mundial na Áustria. Os três melhores entre os 20 participantes irão à Olimpíada. O time feminino ficou de fora do Pré-Olímpico Mundial por ter uma posição no ranking inferior à do masculino.


          Equipes classificadas:
     Masculino: China, Japão, Rússia e Sérvia (restam quatro) 
     Feminino: China, Mongólia, Romênia e Rússia (restam quatro)

           
      Pré-Olímpico Mundial: 20 seleções divididas em quatro grupos (no masculino são 19, com a desistência da Nova Zelândia), onde as duas melhores avançam ao mata-mata. A partir daí, os finalistas e o terceiro colocado garantem vaga em Tóquio. Os grupos já haviam sido sorteados, mas com o adiamento do torneio, o torneio trocou de sede, saindo da Índia e indo para a Áustria. Assim, é provável que um novo sorteio seja realizado por conta da mudança.

     Masculino: Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Catar, Coreia do Sul, Croácia, Eslovênia, Estados Unidos, Filipinas, França, Letônia, Lituânia, Mongólia, Países Baixos, Polônia, República Dominicana, República Tcheca e Turquia.

    FemininoAlemanha, Austrália, Áustria, Belarus, Espanha, Estados Unidos, Estônia, França, Hungria, Indonésia, Irã, Itália, Japão, Países Baixos, Sri Lanka, Suíça, Taiwan, Turcomenistão, Ucrânia e Uruguai.


        Pré-Olímpico da Universalidade: Seis seleções em cada naipe, cujos países não participaram dos torneios de basquete 5x5 nas últimas duas edições olímpicas e que ainda não tenham se classificado a Tóquio-2020 no basquete 3x3, estarão aptas a competir neste torneio qualificatório. A competição está marcada para acontecer em Debrecen, na Hungria, entre 4 e 6 de junho. 

        Masculino: Eslovênia, Hungria, Letônia, Mongólia, Países Baixos e Polônia.
        Feminino: Hungria, Irã, Itália, Japão, Países Baixos e Taiwan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário